Ser Coach Parte 4 – O Coaching é Centrado no Cliente

Bem vindos a 4º parte da série de postagens sobre SER COACH. É muito bom ter você aqui novamente.

O Coaching é um processo totalmente focado no cliente!

Lista completa do Ser Coach:

Diferente de outras formas de suporte profissional, toda a responsabilidade do processo de Coaching é centrada no cliente, o que gera um grande questionamento no Coach. Afinal, podemos ficar tão bons em ler pessoas, que após ouvir alguém falando por 15 minutos sobre um problema, podemos ter a solução pronta para esse problema que o cliente pode lutado a vida toda sem ter conseguido resolver.

Mas a grande verdade é que o cliente tem uma percepção interna muito melhor do que a do Coach

Minhas memórias, minha experiência, minha vida.

  • Quem conhece sua história desde o nascimento até esse exato momento?
  • Quem tem mais informações sobre os detalhes do dia-a-dia?
  • Quem pensa mais sobre o problema?
  • Quem é o maior beneficiado se o problema for resolvido?
  • Quem tem mais a perder se o problema não for resolvido?

Em todos os casos, é o cliente que tem a resposta para essas questões. É ele quem mais tem a ganhar e a perder com a situação, e é o cliente que tem que investir para ver as mudanças se manifestando.

Dar a alguém informações suficientes não irá faze-la mudar. As pessoas sabem quais são seus problemas. Às vezes, eles sabem as soluções. A questão esta ligada ao coração – até que ponto ela se compromete com o que vê e ira até o limite para mudar a situação? Essa é uma decisão pessoal.

Portanto, no relacionamento de coaching, não somos direcionadores, apoiamos um processo no qual encorajamos o cliente a se auto dirigir. No final das contas, os clientes estão mais motivados por aquilo que planejaram do que por qualquer direcionamento externo que recebam.

Confira alguns exemplos, observe como o coach pode sutilmente mostrar quem está no controle…

No início do encontro
  • Sobre o que você gostaria de conversar que possa lhe ajudar a dar um passo adiante em direção ao seu objetivo?
  • Eu estava pensando em nossa última sessão, e é aqui que eu gostaria de começar…
Sobre a lista de ações
  • Quais passos você acha que deveria tomar sobre este assunto?
  • Deixe-me sugerir algumas coisas por enquanto …
Sobre os problemas
  • O que você pode fazer para resolver esse problema?
  • Eu acho que a melhor coisa que você pode fazer neste momento é …

Mantendo as coisas centradas no cliente

O cliente cria suas próprias soluções

Existe uma tendência de que o Coach e o cliente recaiam no método de aconselhamento. Para manter as coisas centradas no cliente:

  • Comece cada sessão perguntando ao cliente com o que ele gostaria de começar.
  • Nos relatórios de progresso, peça ao cliente que traga as suas anotações e forneça atualizações sobre a lista de ações em que ele está trabalhando.
  • Quando surgir um “O que você acha?” Responda com “Eu não sei. O que você acha?”
  • Peça ao cliente para providenciar a lista de ações em suas próprias palavras. Não faça esse trabalho para ele. Peça que ele verbalize e depois escreva.

O Coach como um redutor de ruído e como um permissor

Reduzir o ruído

Imagine fazer uma ligação em um restaurante lotado com música alta ou quando você está em uma casa cheia de pessoas falando alto com uma TV e ou rádio ligado. Agora imagine que está não é apenas uma conversa casual, mas a pessoa do outro lado da linha está lhe informando informações detalhadas sobre 3 tipos diferentes de empréstimos para habitação que você pode escolher.

O problema não é a sua capacidade de decidir ou processar a informação. O problema é que você precisa estar fora do barulho, precisa estar onde você possa “ouvir seus pensamentos”.

E isso é o que um Coach acredita – se a pessoa puder ouvir a si mesma, ouvir seus pensamentos, ela poderá tomar decisões extraordinárias.

O problema para a maioria dos clientes é que existem muitas vozes concorrentes que fazem muito barulho. E às vezes, é apenas a voz da insegurança. Mas pegue essa mesma pessoa e coloque-o em um relacionamento de confiança, de transparência, onde se possa compartilhar vulnerabilidades e exista aceitação incondicional, e nesse tipo de relacionamento você o verá se transformar.

A afirmação de uma voz “fora de você” dá lugar a algo poderoso: a permissão – permissão para agir, permissão para fazer o que está em seu coração.

O Coach como um facilitador

Dar suporte e manter o foco na ação

É importante entender que um Coach não está ali sentado, feliz, flutuando sem rumo, sendo levado por qualquer vento ou capricho do cliente. O Coach tem consistentemente um papel de manter o foco e levar o objetivo em direção a ação. Este é um processo importante para muitas pessoas que repetem e revivem os mesmos pensamentos, idéias e conversas, sem nada decidido e sem criar e executar uma lista de ações.

Em todos os encontros, o Coach irá:

  • Solicitar atualizações do progresso da lista de ações que anteriormente o cliente se comprometeu em realizar.
  • Manter a conversa fluindo em direção ao objetivo
  • Levar o cliente a adicionar novos itens na lista de ações.

Outras funções do Coach

Chegar ao coração do cliente

Uma das coisas mais importantes que você pode fazer como Coach é apoiar seu cliente a entrar em contato com o seu coração. O coração é a semente de sua vida.

Identificar e definir os sonhos e as paixões vindas do coração e os objetivos resultantes são essenciais para o processo de coaching. Embora alguns clientes já saibam o que desejam e simplesmente precisam de apoio para tornar seus desejos uma realidade, outros clientes estão tão envolvidos no dia a dia que nem sabem o que querem.

Como Coach, é seu papel ajudar o cliente a descobrir, revelar, esclarecer, refinar ou definir seus objetivos.

Levar o cliente a ação

Podem haver muitos desejos no coração de um indivíduo, mas nada se torna realidade até que ações sejam tomadas.

Como Coach, o seu papel é apoiar o seu cliente na definição das ações que ele precisa tomar para alcançar seus objetivos, incentivar seu cliente ao longo de sua jornada e apoiá-lo e ajudá-lo a recuperar o foco nas ocasiões em que suas ações não estejam indo de acordo com o plano.

Fortalecer o comprometimento do cliente

É fácil perseguir seus objetivos quando tudo está acontecendo de acordo com o plano. Mas é um esforço persistente e comprometido que fará com que seus objetivos se transformem em realidade em sua vida.

Como Coach, é seu papel apoiar e incentivar seus clientes, especialmente quando seu comprometimento é desafiado ou é vacilante.

Você apoiará seu cliente na identificação das maiores ameaças ou desafios antes deles acontecerem e trabalhará com ele para desenvolver uma estratégia para enfrentar as barreiras ao seu comprometimento.

Reconhecer os desejos do cliente e reconhecer cada sucesso no caminho

Uma das coisas mais poderosas que você pode fazer é reconhecer seus desejos. Muitas pessoas têm uma ambição “secreta” para suas vidas, mas temem se apropriar dessa ambição, com medo de parecerem tolas caso não consigam alcançá-la ou pensam que é ruim ter tais desejos.

Ao mesmo tempo, muitas pessoas não reconhecem os esforços que estão fazendo e os êxitos que estão obtendo. A verdade é que, quanto mais bem sucedido você se sentir, mais bem sucedido você se tornará, então faz todo o sentido se concentrar em suas realizações.

Como Coach, seu papel é primeiro desafiar seu cliente a reconhecer seus desejos. Você, então, precisa apoiar seu cliente na afirmação e comemoração de todo e cada um dos sucessos que ele está tendo ao longo do caminho.

Desafiar o cliente a fazer escolhas

No final, tudo se resume a uma escolha, quem você quer ser e o que você quer fazer com a sua vida? Você deve fazer escolhas conscientes em sua vida, escolhas sobre o que você quer e sobre o que você não quer, opções sobre o que é aceitável e o que não é, e escolhas sobre quem você é e o que você representa.

Como Coach, seu papel é desafiar seu cliente a fazer escolhas fortes e positivas em sua vida. Você também precisará apoiar seu cliente na compreensão das conseqüências de suas escolhas em sua vida.


A 4º parte do Ser Coach fica por aqui, acho que ficou bem claro que todo o processo de coaching é centrado no cliente, é ele que tem as rédeas das escolhas, nos apenas o guiamos no processo.

Nos vemos em ná 5º parte do Ser Coach: Ser Coach parte 5 – Objetivos, metas e o método S.M.A.R.T

Já se cadastrou na minha newsletter? Aproveite:

Dúvidas, sugestões, opiniões? Fico a disposição, até breve.

Ser Coach Parte 3 – Iniciando o Relacionamento de Coaching

Ser Coach Parte 3 – Iniciando o relacionamento de Coaching

Dando continuidade ao programa de 10 postagens sobre SER COACH, nessa 3º parte abordarei o inicio do relacionamento do coaching.

Programa Ser Coach:

O inicio do relacionamento de coaching se da em 4 etapas. Irei aborda-las a seguir.

1) Porque você quer ser treinado?

É com esse pergunta que você vai determinar o por que o coachee(cliente) está buscando um relacionamento de coaching. Qual é a visão ou projeto de futuro que leva o cliente ao processo de coaching? Ele pode ajudá-lo a ver o que ele gostaria de ver em si mesmo ou em seu futuro?

Algumas perguntas que devem serem feitas:

  • Por que você está interessado em ser treinado?
  • Qual foi a gota d’água que o levou a afirmação, “eu tenho que ter ajudar com isso”?
  • Qual objetivo você espera alcançar?
  • Qual é a prioridade de alcançar esse objetivo em sua vida?
  • Que tipo de sacrifícios você espera fazer para atingir esse objetivo?
Faça mais perguntas

Não fique no superficial, chegue ao fundo.

Ajude o seu cliente a despertar a paixão pela transformação, use imagens mentais, faça perguntas como:

  • Como você vê o futuro se esse objetivo for atingido?
  • Como o mundo mudaria se você alcançasse seu objetivo?
  • Quais são as maiores mudanças que você espera que aconteça se atingir seu objetivo?
  • O que significa para a sua família atingir esse objetivo?
  • O que acontece se você não conseguir atingir esse objetivo? Onde você estará daqui a 5 anos?

Não deixe o cliente usar termos vagos, faça a pergunta e depois tente ir mais a fundo. Quanto mais clara for a visão de futuro que o cliente passar, mais fácil será o processo para o coach e para o cliente. Não perca os detalhes, faça anotações durante todo o processo.

Cuidado: Poucas pessoas conseguem lembrar os detalhes sem anota-los…

Depois que o cliente lhe contar alguns detalhes, lembre-os o que o processo de coaching realmente é, pois muitos vão pensar que é um processo de consultoria,de mentoria ou terapia, etc…

  • Defina o que o coaching é (só cuidado para não se perder aqui…)
  • Conte uma história pessoal de coaching.
  • Conte o por que você ama o coaching.

2) Iniciando o Relacionamento

Na segunda parte do Ser Coach – Fundamentos, conversamos sobre os 6 fundamentos do relacionamento de coaching [confiança, comunicação clara, transparência/amor incondicional, responsabilidade, crença e vulnerabilidade]. Agora é a hora de começar a implementá-los desde o início dorelacionamento de coaching,

Se queremos um relacionamento autêntico, podemos começar assumindo o risco e compartilhar uma história pessoal com o cliente. Você não precisa ir longe e exaustivamente com isso, mas não tenha medo de ser vulnerável.

Compartilhe coisas como:

  • Desafios, provas, falhas, erros.
  • Pontos de mudança, momentos de catarse ou momentos definitivos em sua vida.
  • Compartilhe detalhes pessoais como sonhos, objetivos, nomes de familiares, etc.

Lembre-se: estamos construindo um relacionamento onde a influência é a chave. Guardar a sua vida para si mesmo é algo que uma figura de autoridade pode fazer, mas não deve ser assim no relacionamento de coaching.

3) Assine um acordo

O acordo vai especificar as expectativas da relação de coaching. Nada é pior do que entrar em um relacionamento que você pensou ser uma coisa e depois 3 ou 4 meses, há um conflito que precisa ser resolvido devido às expectativas não atendidas.

Assinar um acordo pode parecer um pouco desconfortável para um relacionamento autêntico, mas essa ação cria uma expectativa de que sempre seremos claros, concisos, e transparentes.

Algumas coisas que devem estar no acordo são:

  • Por quanto tempo esperamos que a relação dure?
  • Com que frequência nos encontraremos?
  • Quanto tempo durará cada sessão?
  • Quais são os principais meios dos encontros? (telefone, skype, café, etc.)
  • Os encontros serão na hora exata?
  • O que acontece se perdermos um encontro (o cliente ainda paga se não comparecer? Como funciona a remarcação?)
  • Limites relacionados ao tempo e a disponibilidade do Coach.
  • Quais partes dos encontros devem ficar nos encontros?

4) Tenha um objetivo e uma lista de ações antes de acabar

  • Você vai debater muito no primeiro encontro, um objetivo claro precisa ser definido junto com uma lista de ações que manterão o cliente motivado quando a sessão acabar.

PREPARE A SUA APRESENTAÇÃO

Se queremos construir um relacionamento autêntico, devemos apresentar um pouco da nossa história para o cliente. No primeiro momento, o cliente está “comprando” uma sessão de coaching, mas na verdade ele está comprando uma sessão com VOCÊ! Saiba se vender através de sua autenticidade e vulnerabilidade.

Prepara sua apresentação pessoal. Escreva uma biografia pessoal, ela pode ser curta ou longa, como quiser, mas tente incluir o seguinte itens:

  • Qual é sua paixão na vida. O que o torna mais feliz / mais realziado?
  • Qual é o seu propósito de vida?
  • O que você deseja para você e para os outros ao seu redor?
  • Quais são as experiências e eventos mais significativos em sua vida?
  • Quais decepções menores e maiores você experimentou em sua vida?
  • Quais são as suas conquistas? Você pode voltar o quanto quiser em sua linha do tempo (Liste pelo menos 20 itens!)
  • Por que você faz o que faz? O que você dá para o mundo é único ou emocionante para você?
  • O que você deseja deixar para os outros – seu legado?
  • Quais são os seus pontos fortes pessoais e profissionais?
  • O que você já realizou que te deixa mais satisfeito e orgulhoso?
  • Que dons / talentos particulares você tem? O que os tornam únicos?
  • Qualquer outra coisa que você queira incluir sobre você.

Trabalhe um pouco seu autoconhecimento. Essa postagem sobre Autoconhecimento pode te ajudar, nela você encontra 3 ferramentas, a Tabela de Autoconhecimento, a Linha do Tempo + e ferramenta Perguntando a Si Mesmo.

Qual seria a sua primeira impressão sobre você mesmo? Pensar sobre isso irá lhe ajudar a entender a primeira impressão que você deixa nas outras pessoas.

  • O que você percebe sobre você?
  • O que você percebe sobre sua aparência?
  • Como você se parece?
  • Como você se depara com os outros?
  • Como você interage com os outros?
  • Você está relaxado / ansioso, feliz / triste, aberto / defensivo, entusiasmado / entediado, animado / quieto …?
  • Você se comporta de modo diferente em diferentes circunstâncias / ambientes?
  • O que o faz sentir desconfortável?
  • O que mais você percebe?
  • Qual é a sua impressão geral de si mesmo?

E assim iniciamos a nossa relação de coaching… Como você está? Muitas dúvidas? Envie sua mensagem…

Nos vemos em breve na 4º parte do Ser Coach: Ser Coach Parte 4 – O Coaching é Centrado no Cliente

Já se inscreveu em minha newsletter?

Fico a disposição. Um forte abraço, e até breve

O Poder do Subconsciente – Insights do Livro

O Poder do Subconsciente – Insights do Livro

Esse livro é um clássico, um campeão de vendas com mais de 1 milhão de cópias vendidas no Brasil. O livro que eu li era da 50º edição!

Mas bom, sobre o que esse livro fala? O livro aborda o poder de nossa mente subconsciente, que cuida de todos os processos involuntários de nosso corpo, como respirar, fazer o coração bater, liberar anti-corpos, e vai além, Dr. Murphy afirma que a mente subconsciente é capaz de acessar a consciência coletiva, uma mente divina, que pode transformar nossa vida interna e externa, trazendo casos reais de pessoas que transformaram suas vidas com o método. A mente consciente é lógica, racional, fria, e utiliza apenas 10% do nosso processamento cerebral, é a mente que usamos no dia-a-dia. Já a mente subconsciente fica “escondida”, é dela que surgem os insights criativos, é dela que surgem nossas reações emocionais e sentimentais, é ela que coordena muitas partes de nossa vida, de forma discreta e não perceptível.

Mente Consciente e Mente Inconsciente

Muita coisa do que é dito, ressoa com o que é dito pela nova ciência (metafísica e física quântica). O livro é de leitura fácil e empolgante, com um caráter extremamente prático.

Porque em verdade vos afirmo que se alguém disser a este monte: Ergue-te e lança-te ao mar, e não duvidar no seu coração, mas crer que se fará o que diz, assim será com ele. MARCOS, 11:23

Vou compartilhar os principais insights sobre o livro, dividido-os em alguns temas principais:

A lei da Mente

Lei da Mente – Buda

  • A lei da mente é a lei da crença. Isso significa acreditar na maneira como a mente funciona, acreditar na própria crença. A crença da mente é o pensamento da mente, apenas isso e nada mais.
  • Mude os seus pensamentos e você muda seu destino.
  • Todo pensamento é uma causa e cada situação, um efeito. Este é o motivo por que é tão essencial que assuma o controle de seus pensamentos. Dessa maneira você só poderá gerar situações desejáveis.
  • O mundo interno cria o mundo externo. Seus pensamentos, emoções e imagens visualizadas são os princípios organizadores de sua experiência. O mundo interno é o único e exclusivo poder criador existente. Tudo que você encontra no mundo da manifestação foi criado no mundo da mente, consciente ou inconscientemente.
  • Se quiser mudar as condições externas, terá que mudar a casa delas. Mude a causa e você muda o efeito. A coisa é tão simples assim.
  • Vivemos em um mar insondável de riquezas infinitas. A mente subconsciente é extremamente sensível aos pensamentos conscientes. Esses pensamentos formam a matriz através da qual atuam a inteligência infinita, a sabedoria, as forças vitais e energias do subconsciente. Dê à matriz uma direção mais positiva e você redirecionará para seu maior benefício essas energias infinitas.
  • O poder do seu subconsciente é ilimitado. Ele é uma fonte de poder e sabedoria que o põe em contato direto com a onipotência.
  • O que escreve internamente você experimenta externamente. Sua vida tem dois lados, objetivo e subjetivo, visível e invisível, pensamento e manifestação.
  • Tudo o que você grava na mente subconsciente é expressado na tela do espaço. A mesma verdade, aliás, foi proclamada por Moisés, Isaías, Jesus, Buda, Zoroastro, Lao-Tze e por todos os videntes iluminados de todas as eras. Tudo que você aceita subjetivamente como verdade é expressado sob a forma de situações, experiências e eventos. Ação e emoção têm que se equilibrar. Assim como no céu (sua mente), assim como na terra (seu corpo e ambiente). Está é a grande lei da vida.
  • Uma vez seja posta em movimento em certa direção, a ação cinética da mente subconsciente continua durante o sono.
  • “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” – João, 8:32 – Conhecer a verdade significa estar em harmonia com a inteligência e poder infinitos da mente subconsciente, que sempre se move na direção da vida.
  • Somos a soma total de nossos pensamentos.
  • As principais razões do fracasso são: falta de confiança e esforço excessivo.
  • Saiba o que quer, tenha foco. Imagine que entra num táxi e dá ao motorista uma meia dúzia de endereços diferentes. Ele ficará confuso. E pode recusar-se a fazer a corrida. Não crie casos para si mesmo, pensando em detalhes e meios. Decida-se sobre o resultado que deseja.
  • Usar a força mental ou a força de vontade pressupões a existência de oposição. O ato de imaginar oposição, porém, cria oposição.
  • Lembre-se de que, uma vez que o futuro será resultado de nossos pensamentos habituais, ele já está em nossa mente, a menos que os mudemos através de orações. De igual maneira, o futuro do país está no subconsciente coletivo do povo.
  • Comece por compreender que o mundo em que vive é em grande parte determinado pelo que acontece em sua mente. Marco Aurélio, o grande sábio e filósofo romano, disse certa vez:”A vida é aquilo que dela fazem os pensamentos do homem.”
  • A lei da vida é a do crescimento; toda natureza dá testemunho da operação dessa lei ao expressar-se silenciosa e ininterruptamente através de crescimento. Onde há crescimento e manifestação, forçosamente há vida; onde há vida, precisa haver harmonia; e onde há harmonia, há saúde perfeita.
  • O bem que você faz aos demais volta em idêntica medida, como também o mal retorna, obedecendo a lei que regula sua própria mente. Se alguém rouba ou engana outra pessoa, ele está, na realidade, roubando e enganando a si mesmo.
  • Só há um poder criador e ele age sob a forma de harmonia. Nele não há divisões provocadas por conflitos. Sua origem é o amor. Este o motivo por que o poder de Deus está em seus pensamentos sobre o bem.

A Mente Consciente

A mente consciente

  • A mente consciente é como o navegador ou capitão na ponte de comando de um navio. Ele dirige o navio. Envia ordens a homens e mulheres na casa de máquinas.
  • A mente subconsciente cumpre as ordens recebidas, baseadas no que a mente consciente acredita ser a verdade e aceita como verdade. Não questiona as ordens nem a base em que elas se apoiam.
  • Ela aprende através de observação, experimentação e educação. Sua maior função é a do raciocínio.
  • Para alterar a mente subconsciente, é necessário trabalhar a mente consciente.
  • O sistema cérebro-espinhal, ou voluntário, é o órgão da mente consciente. O sistema nervoso autônomo desempenha idêntico papel no que interessa ao subconsciente. Os dois sistemas podem trabalhar separados ou em sincronia.
  • Julgar é pensar, chegar a um veredito mental ou uma conclusão. O modo como você pensa sobre outra pessoa é seu, porque você é o ser pensante. Pensamentos são criativos. Por conseguinte, você cria efetivamente em sua experiência o que pensa e sente sobre outra pessoa. A sugestão que dá a outrem, dá também a si mesmo, porque sua mente é o instrumento criador.

A Mente Subconsciente

A mente subconsciente – aposto que nem todos vão concordar com a imagem, mas para mim, é exatamente isso o que ela representa.

  • A mente subconsciente tem solução para todos os problemas. Se você, antes de dormir, lhe sugere: “Quero acordar às 6h da manhã”, ela o acordará na hora exata.
  • O subconsciente é a sede das emoções. É a mente criativa.
  • Tudo aquilo que afirma mental e emocionalmente como verdade, o subconsciente aceita e materializa em sua experiência. Não temos como saber quais recursos ele mobilizará.
  • Ela percebe através da intuição. É a sede das emoções e o repositório da memória. E cumpre suas funções mais altas quando estão inativos os sentidos físicos. É a inteligência que se da quando a mente consciente está sonolenta, inativa.
  • Possui a capacidade de clarividência e clariaudiência: pode ver e ouvir fatos que estão ocorrendo em outros locais. E pode deixar o corpo, viajar para terras distantes e trazer informações.
  • O subconsciente não entende o jogo de palavras, ela entende ao pé da letra.
  • A mente subconsciente jamais para de trabalhar. Permanece ativa dia e noite, atue você sobre ela ou não.
  • Há sempre uma resposta direta da inteligência infinita, residente no subconsciente, ao pensamento consciente.
  • Mais de 90% da vida mental do homem são subconscientes. Se não usamos esse poder maravilhoso, condenamo-nos a viver dentro de limites muito estreitos. As grandes aspirações, inspirações e visões de uma vida mais elevada e nobre têm nele sua origem.
  • O subconsciente fala-nos em intuição, impulsos, palpites, insinuações, ânsias e ideias. Está sempre nos dizendo para elevarmo-nos, transcendermos, crescermos, avançarmos, aventurarmo-nos, e escalar maiores alturas.
  • A mente subconsciente assemelha-se a um gravador e que reproduz tudo que você nele carrega.
  • A mente subconsciente jamais envelhece. Ela é imemorial, imutável, infinita. Parte da mente universal de Deus, jamais nasceu e tampouco morrerá. Paciência, bondade, apego à verdade, humildade, boa vontade, paz, harmonia e amor fraternal são atributos e qualidades que nunca envelhecem.

As crenças

Crenças: Adão e Eva

  • A crença é um pensamento gravado no subconsciente. O pensamento aceito materializa-se automaticamente.
  • Nosso pensamento, ideia, plano ou objetivo são tão reais em seu próprio plano como nossa mão ou coração no corpo.
  • Estamos plantando na mente uma semente (conceito) que, se a deixarmos em paz, germinará sem falta e terá fruição externa.
  • Uma crença de nossa mente é simplesmente um pensamento em nossa mente.
  • A fusão de pensamento e sentimento transforma-se em fé ou crença subjetivas.
  • O que alguém diz não pode, na realidade, incomodar-nos ou irritar-nos, a menos que permitamos que isso aconteça. A única maneira como alguém pode nos perturbar é através de nosso próprio pensamento.
  • O que significa ser emocionalmente maduro? Significa que ultrapassamos a tendência natural, mas também infantil, de responder com negatividade às críticas e ressentimentos dos outros. Pagar na mesma moeda significa descer para o nível do outro. Identifique-se com seu objetivo na vida. Não permita que qualquer pessoa, lugar ou coisa desvie de seu senso interior de paz, tranquilidade e saúde radiante.
  • A única coisa que devemos a alguém no mundo é amor, e amor significa desejar para todos aquilo que desejamos para nós mesmos – saúde, felicidade e todas as bênçãos da vida.

O Poder da Sugestão

O poder da sugestão

  • Tudo o que lhe aconteceu foi resultando de pensamentos gravados na mente subconsciente através de crenças. A mente subconsciente é a matriz do hábito.
  • O pensamento habitual da mente consciente abre sulcos profundos na mente subconsciente.
  • A mente consciente é o “vigia do portão”. Ela protege o subconsciente de impressões falsas, pois a mente subconsciente é extremamente sensível a sugestões.
  • A sugestão não pode impor-se à mente subconsciente contra a vontade da mente consciente. A mente consciente tem o poder de rejeitá-la.
  • Em si e por si mesma, a sugestão nenhum poder tem. O poder nasce do fato de ela ser mentalmente aceita.
  • A sugestão pode ser usada para assumir o controle de outras pessoas que não compreendem as leis da mente. (Será que o marketing usa? Sim..)
  • Se queremos que alguma coisa tenha substância no reino da mente, ela deve ser pensada como realmente existente.
  • O poder da fé é extraordinário, faz o subconsciente fazer “milagres”.
  • Formule um plano definido para passar ao subconsciente sues pedidos e desejos.
  • O que você afirma conscientemente e aceita como verdade se manifestará em sua mente, corpo e situações de vida. Afirme o bem e desfrute a alegria de viver.

Pensamentos e Sugestões Negativas

Pensamentos Negativos

  • Somos bombardeados de sugestões negativas desde o dia em que nascemos! E, inconscientemente as aceitamos e lhes damos existência em nossa vida. Cuidado com: 
    • Você não pode    –    Você não deve  –  Você vai fracassar   – Não adianta –  O mundo está se tornando cada vez pior  – O que é que adianta, ninguém se importa   –  Amor é coisa para passarinhos   –  Cuidado, ou vai pegar uma doença horrível  –  Não se pode confiar em ninguém.
  • Os sintomas de praticamente todas as doenças podem ser induzidos por sugestões em pacientes hipnotizados.
  • Nosso problema ou doença, qualquer que possa ser, deve ter sido causado por pensamentos negativos carregados de medo, alojados na mente subconsciente.
  • Quando medos, falsas crenças e moldes negativos de pensamento são levados a produzir uma impressão no subconsciente, através de condicionamento psicológico e emocional, ao subconsciente não resta alternativa que não agir de acordo com as especificações da planta arquitetônica que lhe é oferecida.
  • Não aceite como verdade em sua vida o que você vê nos jornais e na televisão. Se tornarão sugestões autodestrutivas.
  • Você tem a capacidade de escolher. Escolha a vida! Escolha o amor! Escolha a saúde!
  • A maneira de eliminar o pensamento negativo consiste em substituí-lo por bons pensamentos. Afirme o bom e o mau desaparecerá.
  • Pensamentos de ciúmes, medo, preocupação, ansiedade prejudicam e destroem nossos nervos e glândulas, gerando doenças mentais e físicas de todos os tipos.
  • Resolva não se entregar a pensamentos negativos, derrotistas, maldosos e deprimentes. Lembre-se frequentemente que não pode experimentar coisa alguma que esteja fora de sua mente.
  • Pensamentos negativos são altamente destrutivos para você. É como se você tomasse veneno. A energia negativa que eles geram rouba sua vitalidade, entusiasmo, vigor, orientação superior e boa vontade. Mergulhando no subconsciente, esses pensamentos e emoções negativos causam todos os tipos de problemas e doenças em sua vida.
  • Se repetirmos um pensamento ou hábito negativos durante um longo período de tempo, colocamo-nos sob a compulsão de um hábito. A lei do subconsciente é a compulsão.
  • Luz dissipa travas. Pensamentos construtivos destroem os negativos.
  • O medo é o maior inimigo do homem. Está por trás do fracasso, da doença, de relações humanas insatisfatórias. Milhões de pessoas têm medo do passado, do futuro, da velhice, da loucura e da morte. O medo, porém, é apenas um pensamento na mente. Isso significa que temos medo de nossos próprios pensamentos.

Como Pedir ao Subconsciente

  • Precisamos pedir acreditando que vamos receber.
  • Usando a técnica da visualização: Veja em sua mente como se a situação/desejo estivesse vivo.
  • A imagem que formulamos na mente é a essência da coisa que temos esperança de conseguir e a prova da existência de coisas invisíveis. O que formamos na imaginação é tão real quanto qualquer parte de nosso corpo. Ideia e pensamento são reais e um dia aparecerão no mundo objetivo, se formos fiéis à imagem mental.
  • O processo de pensar forma impressões na mente. As impressões, por sua vez, manifestam-se como fatos e experiências na vida real.
  • É preciso salientar que o subconsciente materializará qualquer imagem mantida na mente e sustentada pela fé.

O Fluxo da Vida

Fluxo da vida

  • Deus gosta de manifestar-se em você como harmonia, paz, beleza, alegria e prosperidade. Isso é chamado de vontade de Deus ou tendência da vida.
  • Se cria na mente resistência à passagem do fluxo de vida, esse bloqueio emocional semeia confusão no subconsciente e causa todos os tipos de condições negativas. Deus nada tem a ver com as situações de infelicidade e caos no mundo. Elas são causadas pelo pensamento negativo e destrutivo da espécie humana.
  • Numerosas pessoas criam habitualmente resistência ao fluxo da vida, acusando-o e censurando-o pelo pecado, a doença e o sofrimento da humanidade. Outros lhe atribuem culpa por dores, mal-estar de pessoas amadas, tragédias pessoais, acidentes. Elas precisam compreender a verdade, obter a libertação e renunciar a todo e qualquer condenação, ressentimento e raiva contra qualquer pessoa ou poder fora de si mesmas.
  • A vida não alimenta rancor contra ninguém. Está sempre nos perdoando. Traz de volta a saúde, a vitalidade, a harmonia e a paz se cooperamos com ela, isto é, se pensarmos em harmonia com a natureza.
  • As forças da natureza nada têm de más. O uso que lhes damos é que determina se produzirão bons ou maus efeitos. A eletricidade não é má. Depende de se você a usa para iluminar sua casa ou aplicar um choque fatal em alguém. O único pecado é a ignorância da lei, e o único castigo, a reação automática dela quando mal usada.

O poder do subconsciente e riqueza

Riqueza e o poder da mente

  • Faça coisas que adora fazer e faça pelo prazer e pela emoção que elas lhe despertam.
  • O sentimento de riqueza produz riqueza. Escolha riqueza.
  • O sentimento de inveja é o grande inimigo da riqueza.
  • Você tem o direito básico de ser rico.
  • Não permita que alguém lhe desperte dúvidas ou o envergonho do desejo de ser rico.
  • O dinheiro é um simbolo de troca.
  • Muito cuidado com suas crenças sobre dinheiro. Podem ter lhe ensinado que o dinheiro é algo sujo, e que as pessoas que tem dinheiro não são pessoas boas.
  • Não há virtude na pobreza. A pobreza é uma doença como qualquer outra doença mental.
  • Imaginar o resultado final faz com que o subconsciente responda e procure transformar em realidade o que você criou mentalmente.
  • Afaste essa ideia de querer receber sem nada dar em troca. Não há esse tal de almoço gratuito. Você tem que dar para receber. Se der atenção a seus objetivos, ideias e empresa, sua mente mais profunda o apoiará. A chave para a riqueza consiste em aplicar as leis da mente subconsciente, impregnando-a com a ideia de riqueza.

Os três passos para o sucesso

  • Sucesso significa vida bem-sucedida. Quando se sente em paz, feliz, alegre e fazendo o que adora fazer, você tem sucesso.
  • O primeiro e vital passo para o sucesso consiste em descobrir aquilo que você adora fazer, e em seguida fazê-lo. A menos que ame seu trabalho, você não pode, de maneira alguma, considerar-se vitorioso nele.
  • Inteligência infinita de minha mente subconsciente, revele-me qual o meu verdadeiro lugar na vida.
  • O segundo passo para o sucesso implica especializar-se em algum ramo de trabalho e esforçar-se para ter um desempenho superior.
  • O terceiro passo é o mais importante. Você tem que ser certificar de que aquilo que quer não contribui apenas para seu próprio sucesso. Seu desejo não deve ser egoísta. Precisa beneficiar a humanidade.

Curas Mentais

A Cura pelo subconsciente

  • Mudando a mente através de afirmativas incessantes, você muda o corpo. Este é o principio fundamental de toda cura.
  • As curas ocorrem porque a crença cega do doente libera o poder curador existente na mente subconsciente.
  • “Por isso vos digo que tudo quanto em oração pedirdes, credes que recebestes, e assim será convosco.” – MARCOS, 11:24
  • “Tendo ele entrado em casa, aproximaram-se os cegos, e Jesus lhes perguntou: Credes que eu posso fazer isso? Responderam-lhe: Sim, Senhor. Então lhes tocou os olhos, dizendo: Faça-se-vos conforme a vossa fé. E abriram-se-lhes os olhos; porém, os advertiu severamente, dizendo: Acautelai-vos de que ninguém o saiba.” – MATEUS. 9,28:30
  • Ao dizer Faça-se-vos conforme a vossa fé, Jesus estava abertamente pedindo a cooperação da mente subconsciente dos cegos, cuja fé era a grande esperança,  o sentimento profundo, a convicção interior, de que alguma coisa aconteceria, que a prece que haviam feito seria atendida. E, por isso mesmo, foi.
  • As curas resultantes foram a resposta automática a uma mudança mental interna.
  • O órgão de cura é a mente subconsciente, e o processo, a fé.
  • O processo da cura, qualquer que seja ela, é uma atitude mental definida, positiva, uma atitude interior, ou maneira de pensar, denominada fé.
  • “Seja o objeto de sua fé real ou falso, você ainda assim obterá os mesmos resultados. Dessa maneira, se eu acreditar na estátua de São Pedro como teria acreditado no próprio São Pedro, obterei os mesmos resultados que teria obtido com ele.Mas isso é superstição. A fé, contudo, produz milagres e, seja ela verdadeira ou falsa, sempre produzirá as mesmas maravilhas.” – Philippus Paracelsus
  • Qualquer método que leve o individuo a passar do medo e da preocupação para a fé e a esperança produzirá cura.
  • A fé necessária nas curas mentais é de natureza puramente subjetiva.
  • A ciência nos diz que construímos um novo corpo a cada 11 meses, do ponto de vista físico, temos na verdade apenas onze meses de idade. Se introduzimos defeitos no corpo através de medo, raiva, ciúme e má vontade, só temos que culpar a nós mesmos.
  • William James, pai da psicologia americana, disse certa vez que a maior descoberta do século XIX não fora feita no reino da ciência física. A maior de todas foi o poder do subconsciente, ativado pela fé. Todos os seres humanos possuem esse tesouro ilimitado de poder, capaz de superar qualquer problema.
  • O envio de compaixão e compreensão põe em movimento o processo de mudar e curar as pessoas.
  • Segundo a ciência, todas as células de nosso corpo são renovadas a cada 11 meses.
  • Sintonize a inteligência infinita existente em seu subconsciente. Confie na resposta com tanta certeza quanto confiava em seu pai e sua mãe quando o carregavam nos braços. Esta é a estrada real para o equilíbrio e a saúde mental e emocional.
  • Perdoar ao próximo é essencial, se queremos paz mental e saúde radiante. Precisamos perdoar a todos os que jamais nos feriram, se queremos saúde e felicidade perfeitas. Perdoe a si mesmo, harmonizando seus pensamentos com a lei e a ordem divinas. Você não pode perdoar-se absolutamente até que tenha antes perdoado aos outros.
  • Se você se convence de que está acabado, o subconsciente aceitará essa convicção e a tornará realidade. Há pessoas velhas aos 30 anos, enquanto outras continuam jovens aos 80.

A Felicidade

Volte a ser criança

Sobre a felicidade

  • As grandes coisas da vida são simples, dinâmicas e criativas. E produzem bem-estar e felicidade. A felicidade é um hábito.
  • “É errado ser tão feliz assim!”. Cuidado! As pessoas se acostumaram tanto a velhos moldes mentais que não se sentem bem quando estão felizes. Anseiam para voltar ao estado conhecido de depressão e infelicidade.
  • O reino da felicidade está em nossos pensamentos e sentimentos. Um número grande demais de pessoas alimenta a ideia que é preciso alguma coisa externa para ter felicidade. E dizem: “Se eu fosse eleito prefeito, nomeado executivo-chefe da empresa, mencionado nas colunas sociais, seria feliz.
  • Na verdade, porém, felicidade é um estado mental e espiritual.
  • Não há nenhuma pedra no caminho de sua felicidade, salvo em seus próprios pensamentos e imagens mentais. Medo ou preocupação estão segurando-o? O medo é um pensamento na mente.
  • A felicidade é a colheita da mente tranquila. Lastrei os pensamentos com paz, equilíbrio, segurança e orientação divina e sua mente gerará felicidade.
  • Você pode amar e perdoar sem gostar da pessoa. “Amai-vos uns aos outros.”
  • Você é filho da vida infinita, que não conhece fim, e herdeiro da eternidade.

Imaginação

Gato Feliz

Como eu imagino

  • Simplesmente pense com tranquilidade no resultado que quer e visualize-o tomando forma a partir desse momento. Todas as experiências e tudo mais que entra em sua vida dependem da natureza dos tijolos mentais que usa na construção do lar mental.
  • Visualize o objetivo como atingido e o estado de satisfação que ele produz. Vai descobrir que o intelecto tenta interferir, esforça-se para descobrir maneiras de resolver o problema e impô-la ao subconsciente. Resista. Esqueça sua habilidade intelectual na solução de problemas. Insista em manter aquela fé simples, infantil, que produz milagres.
  • Uma maneira maravilhosa de obter respostas do subconsciente é através da imaginação disciplinada, ou científica.
  • Quando desejos e imaginação estão em conflito, a imaginação invariavelmente vence.
  • A concentração profunda e a imaginação disciplinada do cientista desperta os poderes latentes do subconsciente.

O sofrimento

O sofrimento e poder da mente

  • Pessoas difíceis, mentalmente deformadas, tortas. Mal condicionadas. Muitas delas são delinquentes mentais, criadoras de casos, hostis, briguentas, cínicas e amarguradas. Psicologicamente, estão doentes.
  • A personalidade odienta, frustrada, deformada e torta está em desarmonia com o infinito. A pessoa em causa tem raiva dos que se sentem tranquilos, felizes e alegres. Em geral, critica, condena e calunia até pessoas que a tratam com bondade e atenção. E adota a seguinte atitude: por que elas têm que ser tão felizes, quanto me sinto tão infeliz? E quer arrastá-las para seu próprio nível.
  • O sofrimento adora companhia.
  • Não de a ninguém no mundo o poder de desviá-lo de sua meta, de seu objetivo na vida, que é o de manifestar no mundo seus talentos, servir à humanidade e revelar mais e mais a sabedoria, verdade e beleza de Deus a todas as pessoas.
  • Reconheça que seus próprios pensamentos e sentimentos é que lhe criam o destino. Pensar que os outros podem prejudicar sua felicidade, que você é a bola de futebol que todos chutam de um destino cruel, que tem que se opor e lutar contra alguém para conseguir sobreviver – todas essas ideias revelarão a natureza destrutiva que lhes é inerente, logo que você compreender que pensamentos são coisas. Este princípio, alias, é claramente exposto na Bíblia: ” Porque, como imagina em sua ama, assim ele é.”

A inteligência infinita me conduz e orienta em todos os meus atos. Tenho saúde perfeita e a Lei da Harmonia funciona em minha mente e corpo. Beleza, amor, paz, abundância são direitos meus. Há em mim estabilidade, equilíbrio e equanimidade.

 


Deu vontade de ler o livro? Recomendo muito! Um livro que pode mudar a sua vida.

Duvidas, sugestões, reclamações? Vamos trocar uma ideia.

Se precisar de alguém pra te ajudar, conte comigo.

Deixe seu comentário e me siga nas redes sociais.

Um grande abraço!

Por que a Física Quântica muda tudo?

Por que a Física Quântica muda tudo?

Quando eu digo que a Física Quântica muda tudo, eu quero dizer que ela muda ou deveria mudar toda a nossa forma de ver o mundo.

Até pouco tempo atrás, os cientistas pensavam e até afirmavam que tudo era feito de matéria. Com os avanços nos estudos da mecânica quântica tudo isso mudou. Ao irmos para dentro da matéria não encontramos matéria, mas sim ondas e energia.

Ele sabe que se colocar um microscópio muito potente (imaginário) e olhar qualquer parte da pele humana, verá células, em seguida moléculas, átomos, o núcleo do átomo, os prótons e nêutrons, os quarks (que formam os prótons), as cordas e depois o Vácuo Quântico, de onde emerge tudo isso.” – COUTO, Hélio. Mentes In-Formadas, página 420.

Isso quer dizer, que nós seres humanos, e tudo o mais que existe é feito de ENERGIA em sua base! Somos feitos de ondas de possibilidades, que para atuar como matéria (partícula) precisa sofrer um colapso de onda de um observador.

Mas que loucura é essa? A matéria em formula de partícula (o mundo material que enxergamos) só está ali quando existe uma consciência que transforma as ondas de possibilidades em partículas. O observador muda a matéria com o pensamento sim, sem ele nem existiria matéria…

Confira um vídeo explicando o experimento da dupla fenda. Existem muitos outros experimentos, e muitas outras questões sobre o tema, mas vou tentar ser o mais simples possível porque o tema é complexo. Quero só gerar uma fagulha em você, pra ver se pega fogo.

A Mecânica Quântica é amplamente utilizada em praticamento todos os nossos equipamentos eletrônicos do dia a dia como celulares, computadores, GPS, televisões, etc… Mas fica apenas nisso, na hora de utilizarmos essas informações como metafísica ela não é aceita, e vivemos assim em competição e destruição.

Enquanto a física quântica é o estudo cientifico das leis do universo, a metafísica estuda a realidade transcendente, deus, a alma, a totalidade cósmica (um campo de estudo da filosofia).

Vamos a alguns fatos que a metafísica quântica nos permite afirmar:

  • Tudo é energia e ondas de possibilidades.
  • Nós somos pura energia e consciência!
  • A realidade não é material. Matéria só é energia organizada.
  • Somos um grande campo eletromagnético, toda vibração que emitimos (o que pensamos e sentimos) é atrido de volta a nosso campo.
  • Somos co-criadores, e criamos a nossa realidade.
  • Não existe nada material e imutável, tudo são ondas com informação.
  • Existem múltiplos planos de consciência (dimensões), com diferentes seres vivendo em cada um deles. Todos podem interagir.
  • Tudo é consciência e tem consciência.
  • Energia e informação é a mesma coisa.
  • Somos todos entrelaçados energeticamente a nível sub-atômico, pois somos todos frutos da mesma onda.
  • A consciência continua após a “morte”. Apenas troca de plano.
  • Existe apenas uma consciência se experimentando através de sua divisão.
  • Tudo é amor, e tudo o que contraria esse sentimento trará desgraças e sofrimento.

Amigos irmãos, assistam ao filme Quem Somos Nós para entender melhor as possibilidades da metafísica quântica.

Tem muito mais coisa sobre física quântica, com o tempo vou trazer mais conteúdo e um post com todos os conceitos básicos.

Esse post que eu fiz pode te ajudar a entender melhor essas questões: Dois paradigmas: Materialismo científico e a nova ciência.

A hora da mudanças é agora.

A humanidade vem acumulando inovações cientificas extraordinárias no mundo externo. Nunca fomos tão avançados belicamente, e hoje somos capazes de destruir um pais pequeno com apenas uma bomba nuclear.

Mas internamente? Qual a diferença que temos internamente (psicologicamente) de 2.000 antes de cristo para os dias de hoje? O que mudou em nossas vidas? Os problemas continuam sendo os mesmos:

  • Queremos poder para controlar os outros.
  • Temos medo do fim.
  • Lutamos e competimos muito para termos coisas materiais que deveriam nos trazer felicidade.
  • Fazemos guerras para defender ideais sem nenhum fundamento.
  • Não tratamos a vida com respeito.
  • Queremos ser felizes, ter bons relacionamentos.
  • Queremos o máximo de prazer no sexo, na comida, e nas sensações.
  • Ignoramos toda a satisfação espiritual.
  • Continuamos ignorando nossa centelha divina.

O que acontece se não mudarmos?

O planeta, a energia, eles sempre se equilibram. Não será a primeira vez e não será a última. Mas queremos isso?

Pode ser a fúria humana, com guerras nucleares, lixo tóxico, aquecimento global, e todo o tipo de estupidez possível

Pode ser a fúria da natureza, com derretimento das geleiras, vulcões, maremotos, tsunamis, etc…

NÃO DA MAIS TEMPO PRA FICAR EM CIMA DO MURO.

É MUDAR OU CAIR.

É TÃO BOM AMAR…

VAMOS?

Poder do Amor

Ser Coach parte 2 – Fundamentos

Ser Coach parte 2 – Fundamentos

Bem vindos! Dando continuidade as 10 postagens sobre SER COACH, nessa 2º parte abordarei os fundamentos do processo de coaching. Lembrando que na primeira postagem, apresentei uma visão geral sobre o que é SER COACH, confira aqui: Ser Coach parte 1 – Visão Geral.

Programa Ser Coach:

A base do processo de Coaching é RELACIONAMENTO.

Todas as transformações são baseadas em processos pessoais, processos de vida para vida e não de informações sobre a vida (Cuidado! O Coach não é um mentor, o Coach não é um instrutor).

Os 6 fundamentos de uma relação de coaching:

1) CONFIANÇA

A relação de coaching requer confiança entre as partes.

  • A confiança é uma qualidade intangível, de fidelidade, suas palavras e ações deve ser completamente consistentes.
  • É construída com o tempo, com constância, nas duas vias [cliente (coachee) e o Coach]
  • As promessas devem ser cumpridas (de ambos os lados).
2) COMUNICAÇÃO CLARA

A relação de coaching requer clareza e honestidade na comunicação, sem pontos cegos.

  • Eu sei o que é esperado de mim na relação, é uma relação de confiança, de clareza.
  • Sem áreas cinzentas no relacionamento(mau esclarecidas), se existirem dúvidas sobre o significado de algo, deve existir abertura para esclarecimentos de ambos os lados.
3) TRANSPARÊNCIA E AMOR INCONDICIONAL
  • Se oferecer completamente, por dentro e por fora na relação.
  • Honestidade brutal, confrontando o medo de ser rejeitado.
  • Uma relação de não julgamento, de abertura.
4) RESPONSABILIDADE
  • Quando confiamos nas pessoas e lhes damos o benefício da dúvida, buscamos relacionamentos autênticos onde somos verdadeiramente responsáveis um pelo outro.
  • Quando há duvidas ou deficiências percebidas, deve ser possível confronta-los sem medo.
  • Deve haver senso de responsabilidade, onde cada lado deve entender suas obrigações no processo de coaching.
5) CRENÇA
  • Deve haver o benefício da dúvida em todos os casos. As vezes o nosso coração e nossas ações não estão alinhados, gerando confusão.
  • Eu acredito no melhor de você.
6) VULNERABILIDADE
  • Na relação de coaching, deve ser possível compartilhar algo que me deixe mais fraco nos olhos dos outros.
  • Eu posso e devo ser encorajado a compartilhar as minhas vulnerabilidades. O Coach não é o super homem, perfeito!
  • Esse compartilhamento aumenta a relação de confiança, aumenta a abertura do canal de comunicação.

O Coach cultiva os relacionamentos

  • Na relação de coaching, é provável que iremos pisar em lugares desconhecidos e assustadores, tanto para o Coach como para o Coachee.
  • O Coach apenas ira conhecer o sucesso das mudanças na vida do cliente, se realmente conhecer o coração do cliente.
  • O Coach deve ir além do superficial e acreditar suficientemente no cliente, para que ele assuma a responsabilidade pela sua mudança.

Minimizar as diferenças entre a persona PROFISSIONAL e o PESSOAL

  • Como seres sociais, aprendemos a sobreviver socialmente (na escola, no bairro, no trabalho, etc…)
  • Usamos mascaras, as vezes uma para cada meio em que vivemos.
  • Gerenciamos nossa reputação e buscamos não correr riscos em nossos relacionamentos.
  • As pessoas compartilham coisas como seu almoço nas redes sociais, mas não os seus piores medos. Na verdade, parecemos ser fantásticos e sem problemas nas redes sociais, e isso é falso, não queremos esse tipo de relacionamento na relação de coaching.
  • Na relação de coaching, o cliente revelará apenas a persona que o Coach permitir que ele revele.
  • Devemos salientar que existe apenas um EU na frente do cliente,  não apenas o profissional, nem apenas o familiar, e não apenas o amigo, que estamos inteiros ali.

Assuma o risco pessoal

  • Compartilhe algo que você não compartilha nas redes sociais.
  • Seus sonhos, seus fracassos, seus medos.
  • Isso não fará você perder credibilidade, e sim ganhar credibilidade e confiança.

Coaching é Influência, não autoridade

  • Por quê? Porque buscamos a mudança, e, na mudança, a influência é maior do que a autoridade.

Chegamos ao fim da 2º parte do Ser Coach. Compartilhe seus insights até o momento!

Você está pronto para a 3º parte do Ser Coach? Agora vamos iniciar o o relacionamento de coachingSer Coach Parte 3 – Iniciando o Relacionamento de Coaching

Já se inscreveu em minha newsletter? Aproveite:

Duvidas, sugestões, criticas, etc.. Deixe um comentário ou envie sua mensagem.

Um grande abraço e até breve.

Ser Coach parte 1 – Visão Geral

Ser Coach parte 1 – Uma Visão Geral

Em uma série de 10 publicações chamadas Ser Coach, vou abordar o processo de coaching, o que é, como funciona, para quem serve e para o que serve, e mais… Basicamente um curso de Coaching

Esses artigos são úteis para aqueles que querem se tornar coaches, para os que já são coaches, e para aquelas pessoas que buscam resultados mais positivos em suas vidas, ou seja, aqueles que querem buscar a ajuda de um profissional e saber mais sobre o processo de coaching.

Lista completa do Ser Coach:

Vamos lá!

Um Coach deve acreditar em pessoas

Um coach deve trazer o que existe de melhor de dentro das pessoas para fora. Ele deve conseguir observar com o coração, com paixão pelo potencial das pessoas. Ser coach é um estilo de vida!

Por que você gostaria de ser um coach? Pense e responda essa pergunta…

As habilidades são importantes. O treinamento é importante. Os métodos são úteis. Mas NADA pode substituir o CORAÇÃO!  Nós não ouvimos porque é parte do programa. Nós ouvimos porque acreditamos. Acreditamos nas pessoas.

O Coach não é

Psicologo: Profissional graduado em psicologia que tem uma série de conhecimentos sobre psicologia e comportamento humano. Normalmente o foco de atuação é em problemas emocionais e mentais, ou seja, FOCO NO PASSADO.

Terapeuta: Também tem o foco na solução de problemas emocionais, mentais, energéticos, físicos e espirituais. Utiliza técnicas alternativas de medicina e cura. O foco do psicoterapeuta é NO PASSADO.

Mentor: O mentor é aquele que vai lhe dar dicas. É um profissional com ampla experiência em um campo de atuação e pode lhe dar dicas fantásticas sobre sua área. FOCO em conselhos baseado nas experiências do profissional.

Coach: Tem seu FOCO NO FUTURO. Busca ajudar seu cliente a ter controle sobre sua vida através de estratégias acionáveis para fazer melhorias e atingir objetivos. Ele não da a solução pronta, ele acredita que o cliente (coachee) tem a solução para os seus problemas dentro de si, e o ajuda a observar as soluções através de perguntas e questionamentos.

O que é Coaching?

O coach é um parceiro do cliente, e através de provocações e do processo criativo inspira o cliente a maximizar o seu potencial. O Coach acredita que o seu cliente é criativo e tem recursos para transformar sua vida e encontrar soluções, precisando apenas de um “empurrão”.

 As responsabilidades do Coach é

  • Descobrir, clarificar e alinhar o que o cliente quer atingir.
  • Encorajar o autoconhecimento.
  • Deduzir e extrair soluções e estratégias geradas pelo próprio cliente.
  • Deixar o cliente responsável pelo sucesso do processo.

Determinar objetivos e metas

Na relação de coaching, é imperativo que o cliente estabeleça objetivos e metas.  Isso é diferente de um relacionamento consultivo ou de orientação, onde as respostas são fornecidas e as etapas implementadas para o cliente.

O Coach mantem tudo centrado no Cliente

O processo começa ao perguntarmos para o cliente com o que ele gostaria de começar.

Informe ao cliente que ele deve tomar nota e dar atualizações sobre os itens da lista de ações que ele estiver trabalhando para melhorar. O coach deve influenciar o cliente a manter o que foi combinado e fazer a sua parte.

O que você acha? – Cliente

Eu não sei. O que VOCÊ ACHA? – Coach

Lembre-se, quem tem as respostas é o cliente, o coach apenas direciona o seu cliente para a solução. O cliente deve criar os passos e a lista de ações que deverão ser tomados e não o coach.

O coach atua como redutor de ruído, atua como um permissor no processo

Os ruídos são os medos, as inseguranças, as incertezas do cliente. É o cliente que deve conseguir ouvir seus próprios pensamentos e sentimentos (tudo aquilo que vem do coração), e assim, tomar grandes decisões.

O coach envia uma afirmação de fora: Você tem permissão para AGIR!

O Coach é um facilitador

Manter o foco e mover as coisas para frente, em direção a ação!

Em todos os encontros o coach irá

  • Pedir uma atualização dos passos dados em relação a lista de ações que foram acertados anteriormente.
  • Manter a conversa fluindo em direção dos objetivos do cliente.
  • Levar o cliente adiante, pedindo por mais itens na lista de ações.
  • Dar suporte ao cliente, para que ele possa entrar em contato com o seu coração.
  • Identificar e definir os sonhos e paixões do coração do cliente (autoconhecimento) e os objetivos resultantes desses sonhos.
  • Ajudar o cliente a descobrir, revelar, classificar, refinar e repensar seus objetivos.

O Coach atua na realização

  • Dar suporte ao cliente na definição da lista de ações que ele precisa para realizar e concretizar seus objetivos.
  • Encorajar, dar suporte, e ajudar quando as ações não acontecem como o planejado.

Estabelece compromissos

  • Persistência e compromisso do cliente para atingir objetivos.
  • Dar suporte e encorajar o cliente quando o compromisso estiver exitante.
  • Ajudar a identificar as ameaças e riscos ao compromisso do cliente e trabalhar para desenvolver uma estratégia para enfrentar as barreiras ao comprometimento.

Realiza afirmações

  • Reconhecer os desejos do cliente e empoderá-lo.
  • O quanto mais bem sucedido seu cliente se sentir, mais sucesso ele terá.
  • Afirmar e celebrar todos os sucessos ao longo da jornada.

É necessário fazer escolhas

  • Quem você quer ser, o que você quer fazer com a sua vida?
  • As escolhas estão ligadas a quem você é, e ao que você representa.
  • Desafie o cliente a fazer escolhas de vida POSITIVAS e FORTES.
  • Dar suporte ao cliente a entender as consequências de viver com essas escolhas.
  • O coach da suporte para o cliente, ajudando-a desenvolver visão e objetivos.
  • Empodere-o para que ele possa encontrar suas próprias soluções.
  • O cliente tem que querer as mudanças e ter controle de sua própria vida.
  • Eu acredito em você! Desafiar, empurrar, esticar, segurar!

É necessário determinar objetivos e metas

  • É o cliente que deve estabelecer os objetivos e metas.
  • Usar as experiências, recursos, pensamentos e sentimento do próprio cliente, não a experiência do coach!
  • O cliente deve sentir e entender que as soluções, metas e objetivos são criados por ele.

O Coach não diz o que deve ser feito, diferente de um professor, consultor ou terapeuta.

  • O coach leva o cliente a auto resposta.
  • Existe pouca transferência de conhecimento no processo de coaching.

Um Processo Contra Intuitivo

É muito fácil para alguém que não é coache pensar que o coaching é um processo terapêutico. Pode ser desafiador e contra intuitivo mudar a forma de pensar do ACONSELHAMENTO para o da realização de GRANDES PERGUNTAS. O que enfrentamos é uma mentalidade cultural com a crença de que, se tivermos informações suficientes, produziremos a transformação.

  • Pouca mudanças ocorre quando um especialista nos diz o que fazer.
  • A pessoa deve querer mudar, e assumir essa responsabilidade.
  • O coach é um agente de mudanças, que permite a pessoa assumir responsabilidades para solucionar os próprios problemas. Ele da a estrutura de suporte que mantem o cliente responsável e seguindo em frente.
  • As pessoas podem resolver seus próprios problemas, o desafio do coach é fazer perguntas incríveis, para que o cliente pense, crie, e assuma a responsabilidade e siga para frente.
  • o coach faz o follow-up, o acompanhamento e progressão de cada ação proposta.
  • Todo follow-up deve ter uma agenda clara, com expectativas e objetivos.
  • O Coach deve criar a linha do tempo do acompanhamento.
  • A estrutura e o modo como o coach da continuidade no processo é essencial para o sucesso do coaching.
  • O coach pede o feedback do progresso de cada item na lista de ações.
  • O coach ajuda a reconhecer e afirmar cada conquista do cliente.
  • Ajuda a relembrar dos fatos chave observados.
  • Novas ações são criadas e o processo segue em frente.

O Coach é um generalista

  • É um agente de mudanças que pode trabalhar com qualquer profissão ou problema.
  • O cliente cria seus próprios objetivos, metas e lista de ações.
  • Cada solução é única e criada pelo próprio cliente.
  • Nunca abandone o coaching para dar consultoria! Esse é um dos grandes erros dos coaches.
  • O coach é um influenciador e não uma autoridade, e o cliente é o responsável pelo resultado.

Muito obrigado por chegar até aqui! Estamos juntos nesse processo.

Na próxima postagem irei abordar os fundamentos do coaching: 

Já se inscreveu em minha newsletter? Aproveite agora:

Dúvidas, sugestões, bate papo? Fico a sua disposição.

Um grande abraço, e até breve.

Transformação Digital na SUCESU 2017

Transformação Digital na SUCESU 2017

Fui convidado para participar como palestrante do congresso Sucesu 2017 em Salvador – Bahia, que tinha como tema a Transformação Digital. Dentro do congresso participei de um evento chamado CIO Meeting, um encontro de diretores de tecnologia das empresas da Bahia. E vou dizer uma coisa, FOI FANTÁSTICO! Minha palestra foi sobre os desafios dos CIOs na transformação digital, que irei apresentar em outra publicação, porque nessa vou trazer insights sobre a transformação digital e seus desafios.

No evento tive a oportunidade de ver e trocar uma ideia com profissionais fantásticos como Francesco Farruggia (Campus Party), Ricardo Cappra, Marcio Okabe, Leandro Henrique de Souza (Positivo), entre outras feras.

Rapidinho, você sabe o que é a transformação digital? É a mudanças associada a utilização de tecnologias digitais em todas as áreas da sociedade humana. Em resumo, é toda essa tecnologia digital que usamos no dia a dia, Google, UBER, apps, websites, e outras tecnologias que mudam nossa forma de viver, nossa cotidiano, trazendo muitas mudanças. Lembra que antes era necessário ir ao banco consultar seu saldo? Hoje já temos bancos 100% digitais, sem agências física. Cada vez mais essas transformações vão afetar nossas vidas e os negócios.

Vou compartilhar com vocês insights importantes sobre a transformação digital que essas feras trouxeram, confira:

Ricardo Cappra – A era dos Algoritmos

Ricardo Cappra – Data Scientist

  • Torturamos os dados até que eles confessem.
  • Transformações: Dados -> Informação -> Conhecimento -> Sabedoria.
  • Implementação da cultura analítica.
  • É possível por exemplo, saber até 10 dias antes de uma pessoa entrar em um relacionamento sério no Facebook através da análise de dados.
  • Geramos diariamente uma quantidade absurda de dados.
  • A era do privilégio da informação acabou.
  • BI x Data Science: BI é sobre o passado, sobre o que já é conhecido e Data Science sobre o futuro, sobre o que ainda é desconhecido.
  • Hoje temos que filtrar o que é realmente importante. Transformar Big Data em Small Data.
  • Capturar insights através de inteligência analítica.
  • “Seres humanos são complexos”. Os problemas da Inteligência Artificial são gerados por problemas humanos. Ver o case do robô da Microsoft que vira racista em apenas 1 dia.
  • O computador, mesmo com inteligência artificial avançada não é capaz de criar, improvisar. Ele segue sempre um script.
  • 10 coisas importantes que estão sendo estudadas e vão virar realidade: *Busquem no Google por mais informações
    1.  Profissão: Treinador de IA;
    2.  Big Data for Good;
    3. Informações em tempo real;
    4. Cyborgs;
    5. Personal Analytics;
    6. Personalização de algoritmos;
    7. Self Service de Analytics;
    8. Discussões sobre privacidade na internet;
    9. Inteligência Aumentada;
    10. 10) All Data Analytics.

Francesco Farrugia – Campus Party – Feel the Future

Campus Party

  • Lei de Moore continua valendo.
  • As transformações são muito rápidas e estão acontecendo: Kodak estava entre as 10 maiores empresas dos EUA e a Fujifilm entre as 5 maiores do Japão. Olhe o mercado de música como mudou nos últimos 10 anos.
  • Marketing: As grandes digitais não fazem mais marketing tradicional.
  • Os Jornais e redes de televisão vão acabar.
  • Profundas transformações na industria, as impressoras 3D hoje são como os antigos modem 56k. É possível imprimir o seu tênis, e construir uma casa de 200m² em 8 horas.
  • Nano tecnologia: Usar a matéria de forma diferente.
  • Quando tudo isso vai acontecer? Quando não é o mais importante, o mais importante é saber para onde o mundo está indo.
  • Grandes demissões, e esses empregos não voltarão…
  • Quem detêm o poder hoje vira conservador, tenta atrapalhar essa transformação.
  • Moedas digitais vieram para ficar, elas são mais nossas do que as moedas de um país, ligadas ao Trump ou ao Temer…
  • Sistema educacional vai passar por grande transformação
    • Hoje: Professor (ativo) -> Aluno (passivo)
    • 93% dos alunos nos estados unidos não conseguem pagar o crédito educativo.
    • A academia (universidades) não tem respostas para os millennials, e não tem humildade de perguntar por soluções.
    • Para a educação conhecimento era = propriedade. Vendiam essa propriedade para os alunos.
    • Nativo digital compartilha conhecimento / informação. O conhecimento se desconcentrou.
    • Os maiores empreendedores atuais não aguentaram 5 meses na universidade.
    • A academia pode desaparecer se não mudar.
    • Auto formação é uma tendência.
    • Educação requer paixão.
  •  Alguns dos desafios que vamos nos deparar:
    • As máquinas fazendo o trabalho;
    • IBM Watson fazendo diagnósticos médicos melhor do que um médico e por apenas $20.
    • Como ganhar R$?
    • O que vamos fazer se não precisarmos trabalhar? Como vamos viver?
    • Otimistas dizem que vamos viver tempos difíceis e depois tudo vai melhorar. Pessimistas dizem que viveremos guerras e dias piores.

Leandro Henrique de Souza – Positivo – Empreendedorismo e Tecnologias

  • VELOCIDADE, case Otto: empresa de automação de caminhões, fundada em janeiro de 2016, vendida em agosto do mesmo ano para a Uber e realiza a primeira entrega de carga de cerveja em Outubro do mesmo ano.
  • Empresas tradicionais, nesse caso a POSITIVO, não consegue acompanhar a velocidade da nova realidade.
  • NOKIA CEO “Nós não fizemos nada de errado, mas de alguma forma nós perdemos”.
  • Os 6Ds da transformação digital:
  1. Digitalização: Vai par ao mundo digital.
  2. Decepção: As coisas não acontecem como “deveria ser”, isso frusta, as pessoas acham que não vai dar certo.
  3. Disrupção: A coisa estoura, e todos começam a usar, modelos antigos ficam para trás.
  4. Desmaterialização: A coisa material deixa de existir, EX: DVDs para Netflix, Carros para Uber
  5. Desmonetização: As coisas vão ficando cada vez mais baratas. Uber, Uber x, Uber Pool.
  6. Democratização: Todas as pessoas vão tendo acesso.
  • A disrupção acontece em todas as áreas!
  • Antigos especialistas projetam o futuro de forma linear: EX: Novos hotéis no RIO para as Olimpíadas, mas o AirBnb hospedou 25% dos visitantes… E com isso muitos hotéis vazios.
  • Case da Contabilizei: atende milhares de empresas com poucos contadores.
  • Exame de mapeamento de DNA por menos de $180.
  • A GM já testa modelos de carro como serviço.
  • Call centers não vão mais existir em pouco tempo graças a inteligência artificial.
  • Seguro digital de carro Metromile, onde ativa e desativa a qualquer momento.
  • Perguntas que sua empresa deve fazer:
    1. Meu modelo de negócio vai persistir ou vai sofrer disrupção?
    2. A mudança vai ser rápida ou suave?
    3. O que eu preciso mudar na cultura da minha empresa?
  • Gestão mantenedora x Gestão Disruptiva. Acreditando em uma gestão dupla de equipes diferentes dentro da mesma empresa.
  • Inovação, performance e legado.
  • Equipes autônomas de inovação.
  • Processos atuais não servem para as novidades.

Marcio Okabe – Surfando nas Ondas da Mudança

  • Em 2025 o poder de processamento dos computadores será do mesmo nível do cérebro humano. Já em 2045 esse poder de processamento será igual ao de todos os seres humanos juntos!
  • A luta entre os táxis e o Uber é irrelevante, pois muito em breve a realidade é a dos carros autônomos.
  • A expressão “E SE” pode te ajudar a ser mais criativo.
  • Em 2025 50% da economia vai estar ligada a economia compartilhada. Tirando o foco no ter, e sim em usufruir.
  • Evento Burning Man, importantes CIOs e CEOs, participam dessa experiência fora da caixa, que constrói uma verdadeira cidade no deserto por 5 dias. A importância de SAIR DA CAIXA.
  • Nós regredimos do ponto de vista humano.
  • Liberdade gera retorno.
  • Computação cognitiva. Ex: Turismo com drone e realidade virtual.

“Escolas que são gaiolas existem para que os pássaros desaprendam a arte do voo. Escolas que são asas não amam pássaros engaiolados. O que elas amam são os pássaros em voo. Existem para dar aos pássaros coragem para voar”, ele afirma. Ele continua mostrando que o papel da escola não é ensinar a voar, mas encorajar a voar. Porque, afinal, as “aves” já nascem com o instinto para o voo. Mas, não voarão nunca, se não forem encorajadas.

Gustavo Perez – Fundador da MTM Tecnologia

  • Foca da transformação digital está na experiência do usuário.
  • São os clientes que impulsionam a inovação.
  • Vícios antigos impedem a criação da transformação digital.
  • 50% do faturamento do Sales Force vem de APIs.

Flávio de Souza Marinho – SENAI

  • A revolução digital é uma revolução nas pessoas.
  • As mudanças são muito rápidas!
  • A quarta revolução industrial (livro de Klaus Schwab)
  • É um grande incomodo para as empresas tradicionais.
  • Em poucos anos a nomenclatura de Industria e Serviços vai cair. Serão unificadas.
  • Gerão millennials já dominando o mercado. 36% das compras de imóveis nos EUA são eles quem fazem.

Vicente Lima – Dell

  • Empresas como a Ford comprando startups e criando experiências digitais em seus carros.
  • Case da Tesla, que aumentou em tempo real a capacidade de bateria dos carros durante o furacão Irma.
  • Empresas agora servem a todos os millennials juntos, gerações X, Y, Z.
  • Departamento de TI cada vez mais junto do business da empresa. TI é o negócio.

Lucas Ayres – Start On App

  • Ou sua empresa é digital, ou ela vai ser digital.
  • Muitas APIs disponíveis para desenvolver soluções digitais
  • Sites de APIs gratuitas e pagas: 99 APIs, Mashape.

O que acharam? Vamos trocar umas ideias! Deixe seu comentário, ou envie um email para adm.lhsouza@gmail.com

Gostaria de uma palestra, curso ou workshop sobre Inovação, empreendedorismo, criatividade ou transformação digital em sua empresa?

Um grande abraço!

Dois Paradigmas: Materialismo Científico e a Nova Ciência

A nova ciência - física quântica - Criatividade - uma nova visão do ser humano baseada na consciência

Dois Paradigmas: Materialismo Científico e a Nova Ciência

A ciência tradicional é baseada no pensamento materialista, onde tudo o que existe é fruto de interações materiais. Esse modelo de pensamento materialista nem mesmo permite uma definição de criatividade postulada pelos pesquisadores da esfera da criatividade. Segundo AMABILE (1990), a criatividade diz respeito a explorar o novo significado de valor mental. Entender melhor esse conflito e as idéias da nova ciência é mote deste post.

Por que isso interessa no estudo e prática da Criatividade? Porque a criatividade é baseada tanto em fenômenos conscientes (etapas de preparação e manifestação) como em fenômenos do inconsciente (etapas de incubação e iluminação).

Confira as principais diferenças entre as duas visões ( retirado do livro Criatividade para o século 21 do Dr. Amit Goswami)

Metafísica do materialismo científico

  • O que é real consiste em matéria e nas manifestações de interação material. A matéria é reducionista, o macro é redutível ao micro, e a causa vai do nível mais básico de partículas elementares a átomos, moléculas e toda a macromatérias incluindo células vivas e o cérebro. A esse tipo de causação de baixo para cima chamamos “causação ascendente”. Coisas que parecem ser não materiais, como nossas experiências interiores são consideradas fenômenos secundários (epifenômenos) do cérebro, com nenhum poder causal que lhe seja inerente.
O modelo de causação ascendente - física newtoniana - ciência materialista

O modelo de causação ascendente – ciência materialista

  • O comportamento de objetos é independente dos sujeitos (ou seja, de nós). No nível macro, esse comportamento se dá de acordo com a física de Newton (também chamada “física clássica”), é determinado e funciona ao modo de uma máquina. Como tais, esses comportamentos estão sujeitos a predições e controle.
  • A mente é uma máquina newtoniana, um epifenômeno do cérebro. Ela é completamente determinada pelo cérebro, e sua dinâmica é algorítmica. A continuidade causal é pressuposta também para o comportamento humano, limitando o que a criatividade pode representar. Por exemplo, a criatividade não pode produzir coisa alguma que seja realmente nova, pois a visão de mundo pressupõe que todas as coisas que existem são determinadas pelas que já estão lá.
  • A consciência é, portanto, um fenômeno cerebral carente de eficácia causal; em outras palavras, não existe livre-arbítrio. Acredita-se que o conceito de consciência seja uma conveniência operacional; é em grande parte graças a nossos padrões de linguagem que podem usar algum conceito.
  • Não é possível distinguir consciente de inconsciente; em outras palavras, não existe explicação sobre como surge a experiência de divisão sujeito-objeto da consciência total da percepção-consciente. Portanto, o conceito de inconsciente é visto com muitas reservas.
  • A visão de mundo do “tudo é matéria” exclui a relevância de nossas experiências interiores de sentir, de dar significado e de intuir, e com isso marginaliza as artes, as humanidades, a ética, a religião e a espiritualidade – na verdade, nossa própria consciência. Essa ciência torna a consciência algo operacional, mera linguagem, onde não existe o inconsciente, a psicologia do inconsciente é psicologia vodu, onde a mente é cérebro, onde não há nada para sentir nem intuir, havendo apenas condicionamento genético, não existindo livre-arbítrio.
  • O modelo mecanicista de criatividade excluem a real criatividade humano do repertório de fenômenos De acordo com os materialistas, a criatividade nada mais é do que a hábil aplicação do bom e velho método científico. Tente várias combinações de velhos e conhecidos contextos, um a um, e veja se o contexto novo, então gerado, não é capaz de resolver o problema da busca de uma solução. Em caso afirmativo, você chegou a um final feliz. Em caso negativo, tente outra combinação possível. Continue até conseguir.
  • Nesse modelo, o pensamento divergente – a capacidade de pensar muitas combinações alternativas de contextos aprendidos, é fundamental. Junto a isso, o pensamento convergente, se for capaz de manter um foco e usar a razão para organizar as alternativas que pretende experimentar para um êxito mais imediato, tanto melhor. Computadores de silício seriam mais bem sucedidos em atos criativos do que as pessoas, ineficientes computadores de carbono produzidos ao acaso pela evolução de Darwin.
  • Mas os pesquisadores da criatividade tem dados bem diferentes provindos de milhares de estudos de caso. Eles dizem que no trabalho criativo real, realizado por pessoas criativas, há um importante papel reservado para o inconsciente, este que é denegrido pelos materialistas como vodu. E ainda mais, os pesquisadores insistem na existência de uma descontinuidade no processo criativo em vez de uma continuidade passo a passo do método científico.
  • O pensamento do “mente é cérebro” retrata a mente como coisa computável e, por isso mesmo, algorítmica (procedimento lógico passo a passo baseado na continuidade) e contínua. A descontinuidade é um anátema (maldição) para o pensar materialista.

A Nova Ciência

A nova ciência, física quântica

O novo paradigma científico é inclusivo com relação a todos os modos humanos de experiência – sensações, sentimento, pensamento e intuição. É a ciência no âmbito da consciência, baseada na Física Quântica e na metafísica do idealismo monista, que postula a consciência como fundamento de todo ser.

  • A consciência é o fundamento de todo ser.
  • A experiência concreta manifesta é precedida por possibilidades – possibilidades quânticas. A escolha consciente converte possibilidades em experiência concreta. Uma vez que a escolha é exercida a partir de um estado não ordinário de consciência – “mais elevada” do que nosso ego ordinário -, podemos chama-lá “causação descendente”. Nós vamos nos referir a essa consciência mais elevada como consciência quântica; tradições espirituais referem-na como Deus.
  • No âmbito de nossa consciência não dividida, existem quatro mundos de possibilidades quânticas dos quais se pode partir via acusação descendente de escolha consciente, e deles advêm todas as nossas experiências: o mundo material que sentimos (sensações); o mundo vital, cujas energias de movimento nós sentimos (emoções); o mundo mental, com o qual pensamos e processamos o significado; e o mundo supramental de arquétipos (platônicos) – verdade, beleza, amor, bondade, justiça etc. – que intuímos, do qual haurimos valores.
  • A escolha consciente precipita o colapso das possibilidades quânticas multifacetadas em cada um dos domínios para se tornar experiência concreta. Os mundos paralelos múltiplos não interage diretamente; a consciência medeia a sua interação pela escolha simultânea e colapso de possibilidade em experiência concreta.
  • O colapso é o significado não local que requer uma ausência de interpretação e nenhuma comunicação que envolva troca de sinais. A não localidade é uma comunicação desprovida de sinais e situa-se “fora” do espaço e do tempo. A consciência quântica é não local, ela escolhe a partir de si mesma, de suas próprias possibilidades.
  • O colapso é descontínuo. Antes dele, as possibilidades quânticas, que são propriamente ondas de possibilidades quânticas, residem na potentia transcendente, fora do espaço e do tempo. O colapso transforma ondas em partículas imanentes no espaço e no tempo. Daí se vê por que a continuidade tem de prevalecer. De que outro modo se poderia descrever espaço e tempo “exteriores”? Se “o fora” do espaço e do tempo formasse uma continuidade com o que está dentro do espaço e do tempo, poderíamos apenas expandir as fronteiras e incluí-lo, não poderíamos? A palavra “transcendente” nos remete tento a não localidade como a descontinuidade.
  • Na potentia transcendente, a consciência se mantém indivisa a partir de suas possibilidades, e não há experiência. A isso se chama, em psicologia profunda, inconsciente, muito embora este tenha adquirido hoje um significado muito mais amplo, em conformidade com dados experimentais. O colapso produz “cossurgimento dependente” entre um sujeito da experiência e um objeto da experiência. O sujeito já não é mero artifício de linguagem. Um sujeito é uma pessoa com um cérebro com que a consciência se identifica.
  • A criatividade é fundamentalmente um fenômeno de consciência manifestado, de maneira descontínua, facetas de possibilidade realmente novas (antes elas eram não manifestadas e inconscientes) a partir do transcendente para o domínio imanente. Assim fica claro por que nas tradições antigas a criatividade é referida como um casamento entre o Céu (transcendente) e a Terra (imanente).
  • Por sua própria natureza, o processamento inconsciente é processamento quântico – um processamento simultâneo de muitas possibilidade – radicalmente superior ao método científico de cepa newtoniana.
  • Na ciência materialista, a mente é o cérebro; e o cérebro só pode processar significado antigo em sua memória, não o podendo converter em novo significado. E a intuição não existe no pensar materialista. A física quântica permite que você pense em sua própria mente e em sua faculdade de intuir (a que chamamos de supramental) de modo diferente, como entidades de si mesmas, completamente independente do cérebro. O papel do cérebro se faz valer à medida que nós o usamos para efetuar representações de significado mental, tal como o hardware, o cérebro do computador, em relação ao software.
  • Criatividade é intencional e motivação é essencial.
Consciência - Fora do Tempo e do Espaço, Físico, vital, mental, supramental

A consciência, quem somos.

Quando usamos o novo paradigma da ciência no âmbito da consciência para compreender a criatividade obtemos respostas satisfatórias para todas as questões relativas à criatividade. A criatividade é a descoberta [ou invenção] de um novo significado de valor.

A nova ciência é baseado em milhares de dados empíricos, experiências cientificas e dados científicos. A nova ciência não é exclusiva, ela não invalida a ciência newtoniana, a qual tem seu valor e utilização no mundo físico.

No mínimo, para sermos criativos, precisamos ter mente aberta, estar livre de preconceitos e analisar as informações expostas.

Eu não sou uma máquina biológica, eu sou infinitas possibilidades, isso não é filosofia, isso é ciência teórica e aplicada.

Ficaram curiosos? Céticos? Inspirados? Vamos trocar idéias! O dialogo construtivo sobre esse assunto é de grande importância, mesmo que você seja contra a nova ciência, sua contribuição construtiva é muito importante.

Um grande abraço.

Insights do livro: Criatividade, Liberando sua Força Interior

Criatividade liberando sua força interior

Insights do livro: Criatividade, Liberando sua Força Interior

Olá! Tudo bem? Como anda o seu treinamento criativo?

Nesse post apresento insights sobre o livro Criatividade liberando sua força interior do Osho. Para quem não conhece o autor, Osho foi um mestre espiritual indiano cheio de controvérsias e seguidores.

Lembrem que para a criatividade florescer é necessário liberdade de pensamento, ter a mente aberta, curiosa, e evitar qualquer pré-julgamento, algo bem difícil pois somos bem treinados na arte de julgar.

Os insights estão levemente organizados em categorias.

Vamos lá!

Sobre a Criatividade

Mente Criativa

  • A criatividade é a maior forma de rebeldia da existência. Se deseja criar você tem que se livrar de todos os condicionamentos; do contrário, sua criatividade não passará de mera imitação, será apenas uma simples cópia de algo.
  • Na ação, há criatividade, toda espécie de criatividade – música, poesia, pintura, escultura, arquitetura, ciência, tecnologia.
  • Criatividade é pulsar em absoluta harmonia com o Todo.
  • Criatividade requer atividade. Qualquer coisa pode ser criativa; é você que confere essa qualidade à atividade.
  • Criatividade significa amar tudo o que você faz – rejubilar-se com isso.
  • Toda a estrutura da nossa vida é tal que somos ensinados que, a menos que haja reconhecimento, não somos ninguém, somos inúteis. O trabalho não importante, mas o reconhecimento é – isso é uma inversão de valores.
  • Todo o valor intrínseco da criatividade foi aniquilado e o de milhões de pessoas foi destruído – pois não se pode dar Prêmios Nobel a milhões de pessoas. Mas cria-se o desejo de reconhecimento em todos, de modo que ninguém possa trabalhar em paz, em silêncio, tendo prazer naquilo que faz.

 

Criatividade e Espiritualidade

  • A criatividade é um estado de consciência e de ser muito paradoxal. É ação por meio de inação, é o que Lao-tsé chama de wei-wu-wei. É o ato de permitir que algo ocorra por seu intermédio. Não é o ato de fazer, mas o de permitir. É o ato de tornar-se uma passagem para que o todo flua através de você.
  • Apenas lhe abra um pequeno caminho, uma pequena passagem, para que Ele venha através de você. Isso é criatividade – permitir que Deus se manisfeste é criatividade. A criatividade é um estado religioso.
  • Deus só pode alcança-lo quando você é receptivo, um elemento receptivo. Quando você se torna yin, o principio feminino, a porta se abre. E você Aguarda.
  • Criatividade é ser possuído por Deus.
  • A pessoa criativa é aquela que traz algo do desconhecido para o mundo que se conhece; que traz algo de Deus para o mundo. A criatividade emana do criador, e não de você. Você se apaga a criatividade reluz – é quando o Criador toma posse de você.

 

A pessoa criativa

  • A pessoa que pretende ser criativa não pode seguir o mesmo caminho dos outros. Ela tem que descobrir o seu próprio caminho, tem que pesquisar nas selvas da vida.
  • A criatividade é a essência da liberdade individual.
  • A pessoa criativa é aquela que tem introspecção, que consegue ver coisas que nenhuma outra viu antes, que ouve coisas que ninguém ouviu antes – nela, sim, há criatividade.
  • A criatividade é subproduto do ato de sonhar.
  • Todos os grandes valores da vida – amor, silêncio, felicidade, alegria, piedade – o tornam consciente de uma imensa unicidade. Não há ninguém igual a você; todos nós somos diferentes expressões da mesma realidade, cânticos diversos do mesmo cantor.
  • Se você quer ser criativo, o que você deveria fazer? Desfazer tudo o que a sociedade fez de você. Desfazer tudo o que seus pais e professores fizeram de você. Desfaça o que o policial, o que o político, o que o padre fizeram de você – e você voltará a ser criativo, você voltará a sentir aquela emoção que sentiu quando tudo começou. Ela ainda aguarda aí dentro, recalcada. Mas ela pode liberar-se do que a reprime.
  • Tente fazer algo com perfeição, e ele continuará imperfeito. Faça-o naturalmente, e ele será sempre perfeito. A natureza é perfeita; o esforço é imperfeito. Portanto, quando você está tentando fazer algo muito esforçadamente, você o está destruindo.
  • Quando o pintor pinta com abandono tal, que chega a ausentar-se de sua obra, chega a viver um drama de consciência, pois sabe que ele não a fez… Ele sabe que alguma força desconhecida a criou por meio dele, ele sabe que foi possuído. Essa tem sido a experiência através das eras de todos os artistas realmente grandiosos: a sensação de ser possuído. Quanto maior o artista, mais clara se torna essa sensação.
  • Nenhuma história pode ser bela se ela estiver completamente acabada. Ela estará morta. A experiência é como uma porta sempre aberta – isso significa que ela está sempre inacabada. A crença é sempre completa e acabada. A mente é o conjunto de todas as suas crenças. Abertura significa ausência da mente; abertura significa pôr a mente de lado e mostrar-se disposto a ver sempre a vida de uma nova maneira, nunca com os mesmos olhos.

 

Relaxamento

  • Muitas pessoas gostam de relaxar, mas não conseguem. O relaxamento é como um florescimento; você não pode força-lo.
  • Relaxamento é ausência, ausência de atividade. É um estado no qual a sua energia não flui em nenhum sentido – nem opara o futuro, nem para o passado, ela simplesmente permanece aí com você.
  • Relaxamento não é postura; relaxamento é a transformação total de sua energia.
  • A criatividade significa simplesmente que você está em estado de relaxamento total.
  • As pessoas receptivas, sensíveis, são pessoas imaginativas. Aquelas que conseguem contemplar o verdor das plantas, sem nenhuma agressão de sua parte, por mais sutil que seja – que tipo de pessoa consegue simplesmente embeber-se do viço das árvores, quem consegue apenas absorvê-lo como se fossem esponjas – essas pessoas se tornam muito criativas, muito imaginativas. Essas pessoas são poetas, pintores, dançarinos, músicos – elas absorvem o universo em profunda receptividade e, depois, transbordam em sua imaginação tudo o que observam.
  • No ocidente, o grande interesse pelas drogas ocorre apenas porque os ocidentais conseguiram destruir o hemisfério direito do cérebro completamente por causa da educação compulsória.
  • A meditação faz a mesma coisa que a droga; ela desloca a predominância da função cerebral, faz a do hemisfério direito prevalecer sobre a do esquerdo. Ela libera sua capacidade íntima de criatividade.

 

O Ego

  • Quando você é criativo, o desejo desaparece. Quando você é criativo, a ambição desaparece. Quando você é criativo, você já é aquilo que sempre quis ser.
  • O ego está sempre esforçando-se para nadar contra a correnteza. As pessoas não gostam de fazer coisas fáceis. Antes de fazê-as, elas gostam de torná-las árduas, difíceis. As pessoas adoram fazer coisas difíceis. Por quê? Porque, quando você enfrenta uma situação difícil, seu ego se torna sutil, sagaz; é um desafio. Para quem é o desafio? Para o ego.
  • Você não precisa ir a nenhuma escola para aprender a ser criativo. Tudo o que você precisa é voltar-se para dento de si mesmo e ajudar a extinção do próprio ego.
  • Cedendo a uma força que não é sua, entregando-se a uma força que está além de você, isso é criatividade. Meditação é criatividade. E, quando o ego desaparece, a ferida em você desaparece; você está curado, você está são – o ego é a sua doença.
  • O mestre o está aconselhando a abandonar o seu eu, o seu ego. O primeiro passo é a receptividade, pois, no estado de receptividade, o ego não pode existir – ele só consegue existir em situações de conflito. E, quando você é receptivo, sua capacidade de imaginação se torna inesperadamente muito grande.
  • Ego é neurose. O ego sempre quer ser perfeito. O ego é muito perfeccionista. O ego sempre quer ser mais alto e melhor do que os outros; por isso ele é perfeccionista. Mas, por meio do ego, a perfeição jamais é possível.
  • Uma pessoa ambiciosa não pode ser criativa, pois ela não tem amor por nenhuma atividade.

A Mente

  • A mente vazia é oficina de Deus. A mente vazia é a coisa mais bela do mundo, a mais pura delas.
  • A mente esta obcecada por atividade.
  • Por quanto tempo você consegue se manter em silêncio?
  • Há dois tipos de silêncio. Um deles é o silêncio que você pode impor a si mesmo. Isso não é uma coisa muito delicada. É um tipo de violência, é uma espécie de violação da mente; é agressivo. E há o tipo de silêncio que toma conta de você como a noite envolve o dia.
  • O intelecto não pode ser criativo. As universidades não geram Shakespeares, Miltons, Dostoevskys, Tolstoys, Rabindranaths, Kahll Gilbrans.
  • Não é possível haver nenhum tipo de criatividade intelectual.
  • Qual a diferença entre produzir e criar? A produção é uma atividade mecânica. Os computadores fazem isso – eles estão fazendo isso, e fazendo-o de uma forma muito mais eficiente do que se pode esperar do homem. A inteligência cria; ela não produz. O ato de produzir envolve repetição de tarefas: aquilo que já foi feito, você continua a produzir. Criatividade significa trazer à existência aquilo que é novo; abrir caminho para que o desconhecido penetre o conhecido; abrir um canal para que o Céu venha à Terra.
  • O criador tem que ser capaz de parecer idiota. O criador tem que pôr em risco o que se chama de respeitabilidade. Você já viu alguma pessoa respeitável fazer algo criativo? Ela é medrosa. Se ela fizer algo errado, ou se algo der errado, o que acontecerá com seu prestígio?
  • Você tem duas mentes, dois hemisférios no cérebro. O hemisfério esquerdo não é criativo – é tecnicamente muito capaz, mas, no que diz respeito à criatividade, ele é absolutamente impotente. Ele consegue levá-lo a fazer algo somente quando o assimila – e então você consegue fazê-lo muito eficientemente, perfeitamente; ele é mecânico. Ele é o hemisfério da razão, da lógica, da matemática. É o hemisfério do cálculo, da inteligência, da disciplina, da ordem.
  • O hemisfério direito é justamento o oposto dele. É o hemisfério do caos, não da ordem; é o hemisfério da poesia, não da prosa; é o hemisfério do amor, não da lógica. Ele é o poderoso canal de percepção da beleza, meio de profundo discernimento da originalidade – mas não é instrumento de eficiência. O criador não consegue ser eficiente; ele precisa estar sempre experimentando.
  • Como desativar o hemisfério direito do cérebro e ativar o esquerdo – é isso que nos ensinam nas escolas. Entre os 7 e 14 anos de idade, acabamos conseguindo destruir o lado direito, e morre a criança que há em nós; ela é destruída.
  • Sua mente está cheia de memorização; agora você pode repetir, pode reproduzir.

Crianças

  • Pergunte a uma criança “Aonde você vai?”, na mente da criança essa pergunta é irrelevante, “Há necessidade de ir a algum lugar?”.  Para nós, uma atividade é relevante somente quando ela leva a algum lugar.
  • Quando você se torna receptivo, você se assemelha a uma criança.
  • Todo ser humano é um criador nato. Observe as crianças e você verá: todas são criativas. Aos poucos, nós destruímos sua criatividade.
  • Volte a ser criança e você será criativo. Toda criança é criativa. A criatividade precisa de libertação – libertação dos grilhões da mente, do conhecimento, dos preconceitos. A pessoa criativa é aquela que consegue experimentar o novo. A pessoa criativa não é um robô. Os robôs jamais são criativos; eles são repetitivos.
  • Toda criança nasce criativa – mas não aproveitamos sua criatividade.
  • Todas as crianças nascem com toda a potencialidade para serem criadoras. Sem exceção, todas tentam ser criativas, mas não permitimos que elas sejam. Prontamente, começamos a ensiná-las a maneira correta de fazer as coisas – e, assim que aprendem a maneira correta de fazê-las, elas se tornam robôs. Portanto elas passam a fazer as coisas sempre da maneira correta, e, quanto mais assim o fazem, mais eficientes se tornam. E, quanto mais eficientes se tornam, mais respeitadas elas são.

Já conhece o workshop Redescobrindo sua Criatividade?

Qualquer coisa fico a disposição.

Um grande abraço!

Insights do livro: A Lógica do Pensamento CRIATIVO

a logica do pensamento criativo

A Lógica do pensamento Criativo

Insights do livro: A Lógica do Pensamento CRIATIVO

Olá pessoal, como estão?

Nesse post vou apresentar insights sobre o livro A Lógica do Pensamento CRIATIVO do americano Eric Wahl, artista, escritor e empresário.

Em vários aspectos esse livro é muito interessante, principalmente por unir uma mentalidade de negócios com uma mentalidade super artística.

Aproveite os insights, Bon Voyage!

Processo educacional

Educação

  • Você aprendeu a raciocinar com lógica, porém sem ousadia. Esqueceu-se das ferramentas artísticas com as quais foi dotado ao nascer.
  • A capacidade de resolver problemas diminuía a medida em que os conhecimentos de Einstein aumentavam.
  • O conhecimento é um obstáculo para a criatividade, pois é necessário abrir mão dele para solucionar novos problemas.
  • A partir do jardim de infância basicamente aprendemos a usar um dos lados de nosso cérebro, o esquerdo, que abriga habilidades analíticas, fatos, e o pensamento racional e lógico.
  • A medida que você avança nos estudos, cada vez menos é estimulado e recompensado pela maneira de pesar abstrata e artística.
  • Na visão atual a ignorância é o inimigo, o conhecimento é soberano.

A Criatividade

Seja Criativo

  • Todos somos criativos, capazes de criar e inovar.
  • A criatividade nasce do desejo de aventura.
  • Somos viciados em segurança, temos medo da liberdade.
  • Podemos criar sem nenhum treinamento formal, sem regras, sem seguir padrões.
  • Para transformar arte, paixão, criatividade em um negócio lucrativo, é necessário uni-los a razão.
  • Somos educados a memorizar uma resposta predeterminada ou um método predeterminado. Sempre com uma resposta certa para a pergunta.
  • Nosso maior potencial é alcançado quando a imaginação desordenada é aplicada com competência crítica.
  • O mistério é um fator muito importante no processo criativo, ele envolve a promessa de caminhos não desbravados. A criatividade nasce no mistério.
  • Tentamos resolver problemas e gerar ideias originais dentro da bolha do conhecimento e da experiência que acumulamos.

Os Adultos

Ser Adulto

  • O Adulto deve redescobrir sua criatividade, e isso pode mudar tudo. A forma como enxerga seu trabalho e a sua vida.
  • Voltar a ser criança é uma necessidade para os adultos, com isso pode enxergar toda a plenitude da vida, sair da mesmice e se lançar em direção a desafios.
  • “Em todo homem verdadeiro existe uma criança que deseja brincar.” – Friedrich Nietzsche
  • Na opinião de Einstein, sua genialidade era o resultado de ter permanecido infantil na idade adulta. Ele também diz que a Imaginação é mais importante que o conhecimento.
  • Precisamos parar de pensar que a curiosidade, a imaginação e a exploração são brincadeiras infantis.
  • O caminho da criatividade começa a desaparecer na escola primária, e ao nos tornarmos adultos a perdemos de vista.
  • Nossa capacidade de aprender coisas nova diminui ao longo do tempo.
  • Seu lado criativo não morreu, está apenas adormecido.
  • Jamais pare de fazer explorações.

As Crianças

Ser criança

  • Nos primeiros anos de vida, incorporam as principais características que mantem o fluxo de criatividade.
  • São entusiasmadas!
  • Não temiam o desconhecido – ao contrário, o processo de descoberta é o que os alimenta.
  • Imaginação sem limites!
  • Criatividade transbordando, mas limitadas por sua imaturas faculdades físicas e mentais.
  • “Toda criança é um artista. O problema é continuar a ser artista depois de crescer.”  – Pablo Picasso
  • O ser humano nasce dotado da capacidade de desenvolver ideais novas e de resolver problemas com originalidade.
  • Brincar é extremamente importante para o processo criativo. Reduz o stress, aumenta os níveis de energia, aguça a percepção, aumenta o otimismo e promove a criatividade.
  • As crianças não tem experiências suficientes para descartar testes!
  • Quando criança, você não tinha consciência do que os outros pensavam. Esse desligamento agia como um catalisador do desenvolvimento do seu conhecimento, caráter e criatividade. Você fazias as coisas com naturalidade, e não havia nenhum filtro entre sua mente e sua boca.

Inovação

Innovation

  • No Google, os engenheiros despendem 20% de suas horas de trabalho explorando alguma coisa que desperte sua curiosidade. Metade dos produtos lançados pelo Google vem desses momentos, produtos como Gmail, Google Earth e o AdSense são alguns frutos dessa política.
  • Saber quando adotar a criatividade infantil inerente ao lado direito do cérebro e quando adotar a estratégia lógica comandada pelo lado esquerdo é uma combinação poderosa!
  • As empresas mais de criatividade do que de clareza e estabilidade.
  • A maior parte das empresas não enxergam a criatividade como uma necessidade até que precise desesperadamente dela.
  • O lado esquerdo do cérebro desempenha um papel importante no sentido de concretizar as inovações, e o direito é quem gera essas inovações.
  • A criatividade constrói a partir do nada. Sempre será preciso que correr riscos.

Ser Picasso

Minha mãe me dizia: “Se fores um soldado, te tornarás um general. Se fores um monge, acabarás sendo Papa.” Então fui um pintor e agora sou Picasso.

Ser Picasso

PROVOCADOR

  • Questione, provoque mudanças, enfrentamentos, tenha coragem para desafiar o sistema.
  • Não fuja do desconforto.
  • Peça perdão, não permissão.

INTUITIVO

  • As grandes ideias nascem no inconsciente, mas seu inconsciente deve estar bem informado, caso contrário suas ideias serão irrelevantes.
  • Existem coisas verdadeiras e coisas que sentimos que são verdadeiras.
  • Não existe fórmulas para as descobertas!
  • O poder da intuição é que uma pequena dose resulta em grandes transformações.
  • O intelecto sem a intuição resulta em uma pessoa inteligente, porém sem impacto.
  • A intuição não segue roteiros, é através dela que fazemos descobertas.
  • A intuição diz ao seu racional a onde ele deve procurar.

CONVINCENTE

ACELERADO

  • A perfeição não deve ser o padrão.
  • O relaxamento é a chave para permitir que, quando necessário, sua criatividade flua livre e mais rapidamente.

ESPONTÂNEO

  • Quando a espontaneidade vem naturalmente, a criatividade atinge um novo nível.
  • O mistério está no coração da criatividade. E a espontaneidade atrai o mistério.

DESPRENDIDO

  • Abra mão do reconhecimento. Queremos o crédito porque tetemos que sem ele jamais recebemos uma recompensa. Mas a verdadeira abnegação implica fazer alguma coisa pela coisa em si, não para mostrar.
  • A abnegação lhe trará uma paz de espirito pura e verdadeira.
  • Existe uma profunda ligação entre abdicação e a criatividade.
  • Redescobrir o artista que existe dentro de você não ocorrerá sem entrega.

ORIGINAL

  • A missão de cada um de nós é tão única quanto a oportunidade de vivê-la.
  • Você tem uma vantagem sobre qualquer outro ser vivente: você é único!
  • Teste de Asch: 75% das pessoas seguem as outras.
  • O medo e a culpa são inimigos da originalidade.
  • O homem que segue a multidão, provavelmente não irá mais longe que a multidão.
  • Você é um artista único, capaz de produzir uma obra de arte única todos os dias.

Repenso, logo crio.


Já conhece o Workshop Redescobrindo sua Criatividade?

Dúvidas?

Um grande abraço e até breve.