As diferenças entre Mente Concreta e a Mente Abstrata

As diferenças entre a mente concreta e a mente abstrata

A mente concreta, o intelecto, é responsável por todos nossos pensamentos do cotidiano, é ele que usamos para resolver uma questão algébrica, é ele que usamos para interpretar um texto, é ele que usamos para comparar duas tabelas de dados. Ele nada mais é do que um poderoso instrumento da mente abstrata, muito útil apesar de suas limitações.

É um instrumento que não pode produzir nada sem que a pessoa o maneje adequadamente. Porém, é impossível produzir qualquer coisa sem o instrumento apropriado. Se o nosso instrumento intelectual é deficiente, mal desenvolvido ou mal nutrido, não será possível que a mente abstrata se manifeste por meio dele. É necessário possuir um forte instrumento intelectual para expressar a compreensão da mente abstrata. Por isso, não venho aqui denegrir o intelecto, mas sim, mostrar o quão importante é fortalecê-lo e aprender a dominá-lo. Sem dominar o intelecto, é impossível acessar a mente abstrata, que é responsável por toda real criatividade, pela inspiração e pela visão do todo.

Problemas do intelecto

Atualmente temos dois grandes problemas ligados ao intelecto, o primeiro diz respeito à nossa sociedade atual, que considera o intelecto a maior força do homem, algo que ele não é. É como acreditar que um computador possui uma inteligência superior, sendo que ele é apenas uma poderosa ferramenta que pode calcular rapidamente, que tem grande memória, segue muito bem instruções e consegue cruzar informações rapidamente. O computador é semelhante a nosso intelecto, incapaz de criar qualquer coisa nova, de ter qualquer informação sem que seja formalmente instruído, devido a sua incapacidade de abstrair. O segundo grande problema, é que nosso intelecto funciona o tempo todo.

Nas condições atuais, de excesso de informações, de falta de atividades criativas, de falta de meditação e de momentos de contemplação, o intelecto não para em nenhum momento. Isso transforma a vida moderna em um mar de pensamentos vazios, acabando com a capacidade humana de abstração, inspiração e criação. O que acaba levando o homem a um vazio existencial, fazendo-o esquecer de seu incrível potencial criador.

Para despertar a mente criativa, a mente abstrata, é essencial silenciar o intelecto, e utilizá-lo como o instrumento que é, e não como sendo o nosso real ser. Você não vai deixar de existir se parar de pensar o tempo todo, muito pelo contrário, você será muito mais autentico e criativo.

DISCIPLINA MENTAL

Para que possamos usar a mente concreta como uma ferramenta e acessar nossa mente abstrata, é necessário concentração e mindfulness. Devemos aprender a sossegar o instrumento intelectual, de maneira que ele se transforme em um vassalo dócil da mente abstrata. De outro lado, devemos mediante a leitura e ao estudo, aguçar o instrumento intelectual, de modo que esse instrumento sirva ao pensador, manifestando e expressando a visão da mente abstrata. A busca da criatividade está sempre na mente abstrata, e a mente concreta é apenas o instrumento de sua manifestação e expressão. Para que a mente abstrata possa ser acessada e utilizada, é necessário silenciar a mente concreta.

“Quando você medita, sua mente se aquieta e você passa a enxergar muito mais do que enxergava antes. É uma disciplina, você tem que praticar.”

– Steve Jobs, empreendedor criador da Apple

Mais postagens sobre criatividade:

Como funciona a Criatividade

As nove chaves para a Criatividade

Os nove obstáculos para a Criatividade

Photo credit: danielfoster437 via Visualhunt.com / CC BY-NC-SA

Deixe uma resposta

Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On Google PlusVisit Us On YoutubeVisit Us On Linkedin