Ser Coach parte 2 – Fundamentos

Ser Coach parte 2 – Fundamentos

Bem vindos! Dando continuidade as 10 postagens sobre SER COACH, nessa 2º parte abordarei os fundamentos do processo de coaching. Lembrando que na primeira postagem, apresentei uma visão geral sobre o que é SER COACH, confira aqui: Ser Coach parte 1 – Visão Geral.

Programa Ser Coach:

A base do processo de Coaching é RELACIONAMENTO.

Todas as transformações são baseadas em processos pessoais, processos de vida para vida e não de informações sobre a vida (Cuidado! O Coach não é um mentor, o Coach não é um instrutor).

Os 6 fundamentos de uma relação de coaching:

1) CONFIANÇA

A relação de coaching requer confiança entre as partes.

  • A confiança é uma qualidade intangível, de fidelidade, suas palavras e ações deve ser completamente consistentes.
  • É construída com o tempo, com constância, nas duas vias [cliente (coachee) e o Coach]
  • As promessas devem ser cumpridas (de ambos os lados).
2) COMUNICAÇÃO CLARA

A relação de coaching requer clareza e honestidade na comunicação, sem pontos cegos.

  • Eu sei o que é esperado de mim na relação, é uma relação de confiança, de clareza.
  • Sem áreas cinzentas no relacionamento(mau esclarecidas), se existirem dúvidas sobre o significado de algo, deve existir abertura para esclarecimentos de ambos os lados.
3) TRANSPARÊNCIA E AMOR INCONDICIONAL
  • Se oferecer completamente, por dentro e por fora na relação.
  • Honestidade brutal, confrontando o medo de ser rejeitado.
  • Uma relação de não julgamento, de abertura.
4) RESPONSABILIDADE
  • Quando confiamos nas pessoas e lhes damos o benefício da dúvida, buscamos relacionamentos autênticos onde somos verdadeiramente responsáveis um pelo outro.
  • Quando há duvidas ou deficiências percebidas, deve ser possível confronta-los sem medo.
  • Deve haver senso de responsabilidade, onde cada lado deve entender suas obrigações no processo de coaching.
5) CRENÇA
  • Deve haver o benefício da dúvida em todos os casos. As vezes o nosso coração e nossas ações não estão alinhados, gerando confusão.
  • Eu acredito no melhor de você.
6) VULNERABILIDADE
  • Na relação de coaching, deve ser possível compartilhar algo que me deixe mais fraco nos olhos dos outros.
  • Eu posso e devo ser encorajado a compartilhar as minhas vulnerabilidades. O Coach não é o super homem, perfeito!
  • Esse compartilhamento aumenta a relação de confiança, aumenta a abertura do canal de comunicação.

O Coach cultiva os relacionamentos

  • Na relação de coaching, é provável que iremos pisar em lugares desconhecidos e assustadores, tanto para o Coach como para o Coachee.
  • O Coach apenas ira conhecer o sucesso das mudanças na vida do cliente, se realmente conhecer o coração do cliente.
  • O Coach deve ir além do superficial e acreditar suficientemente no cliente, para que ele assuma a responsabilidade pela sua mudança.

Minimizar as diferenças entre a persona PROFISSIONAL e o PESSOAL

  • Como seres sociais, aprendemos a sobreviver socialmente (na escola, no bairro, no trabalho, etc…)
  • Usamos mascaras, as vezes uma para cada meio em que vivemos.
  • Gerenciamos nossa reputação e buscamos não correr riscos em nossos relacionamentos.
  • As pessoas compartilham coisas como seu almoço nas redes sociais, mas não os seus piores medos. Na verdade, parecemos ser fantásticos e sem problemas nas redes sociais, e isso é falso, não queremos esse tipo de relacionamento na relação de coaching.
  • Na relação de coaching, o cliente revelará apenas a persona que o Coach permitir que ele revele.
  • Devemos salientar que existe apenas um EU na frente do cliente,  não apenas o profissional, nem apenas o familiar, e não apenas o amigo, que estamos inteiros ali.

Assuma o risco pessoal

  • Compartilhe algo que você não compartilha nas redes sociais.
  • Seus sonhos, seus fracassos, seus medos.
  • Isso não fará você perder credibilidade, e sim ganhar credibilidade e confiança.

Coaching é Influência, não autoridade

  • Por quê? Porque buscamos a mudança, e, na mudança, a influência é maior do que a autoridade.

Chegamos ao fim da 2º parte do Ser Coach. Compartilhe seus insights até o momento!

Você está pronto para a 3º parte do Ser Coach? Agora vamos iniciar o o relacionamento de coachingSer Coach Parte 3 – Iniciando o Relacionamento de Coaching

Já se inscreveu em minha newsletter? Aproveite:

Duvidas, sugestões, criticas, etc.. Deixe um comentário ou envie sua mensagem.

Um grande abraço e até breve.