O Desafio de Ser Criativo

O Desafio de Ser Criativo

Aloha! Tudo bem? Bem vindo, espero que esse post possa lhe ser útil!

Já caiu a ficha que o grande desafio de ser criativo não é uma questão de ter conhecimento? Entender como funciona o processo criativo até pode lhe ajudar, entender algumas das técnicas que podem aumentar a sua inspiração criativa também pode lhe ajudar, mas qualquer criança sem esse conhecimento talvez seja muito mais criativa do que você… Entende?

Criatividade é busca e liberdade, é fazer e ser, é realizar e relaxar até que o inesperado acontece, EUREKA!, você teve um insight criativo.

Vivemos na era do conhecimento, ele está mais acessível hoje do que em qualquer outro período da história humana conhecida. Tablets, Smartphones, notebooks, óculos e outros gadgets, todos conectados a internet, podendo acessar toda essa massa de conhecimentos, técnicas e dados que estão disponíveis livremente para todos. Mas a criatividade é algo realmente diferente, ela não necessariamente precisa do conhecimento, mas ela pode ser fantástica se consegue andar de mãos dadas a ele. Vamos explorar um pouco mais essa questão.

Criatividade X Técnica (conhecimento)

O conhecimento é um movimento do passado, da mente, a criatividade é um movimento do presente, da intuição e das conexões não locais. Sem a criatividade não criamos o novo, já sem a mente, não conseguimos guiar a criatividade para algo “prático”, “belo” ou “relevante”, ou seja, para algo que um adulto tenha interesse.

Você já conhece o caso do pai ilustrador?

O desafio: criatividade x conhecimento (técnica)

O pai ilustrador pegava os desenhos que o filho criava e os redesenhava de forma profissional. Quem fez a parte criativa do trabalho? A criança com certeza, o pai apenas refinou a criação, ele utilizou a técnica. As crianças são muito criativas, mas dificilmente conseguem canalizar essa criatividade para algo que nós adultos consideramos ser algo útil.

A técnica ou conhecimento, é responsável por criar as coisas da forma “certa”, responsável por fazer as coisas funcionarem. Isso pode ir da técnica artística até a técnica usada na engenharia, um bom engenheiro é capaz de reproduzir uma máquina existente, um engenheiro criativo é capaz de criar uma máquina inteiramente nova, esse é o grande X da questão.

Albert Einstein afirmou que quanto mais conhecimento ele tinha, menos criativo ele ficava… Suas principais teorias surgiram no início de seu trabalho. Sua genialidade se da por conciliar de forma perfeita a técnica e a criatividade.

Uma história antiga

Existe uma história antiga, que fala sobre a relação entre a técnica e a criatividade. Ela conta que para se tornar um mestre em alguma atividade, eram necessário 15 anos aprendendo e praticando a atividade, e depois, mais 15 anos realizando apenas atividades diárias, sem praticar a atividade treinada anteriormente. Após esses 30 anos, ele se tornaria um mestre.  Aprendeu e treinou a técnica por muito anos, e depois, por muitos anos esqueceu de toda a técnica aprendida, ficando apenas com o conhecimento do “piloto automático”. Esse “esquecer” serve para libertar a mente do conhecimento do passado, ele não ficará mais preso a uma técnica antiga, ele agora tem liberdade mental de buscar novas inspirações no momento em que for exercer a atividade novamente. Mas a técnica original nunca é inteiramente esquecida, vai apenas para o subconsciente. Em nosso mundo moderno, nós apenas estudamos, e não damos a menor bola para a segunda parte, por isso carecemos de criatividade em nossas atividades, estamos quadrados, presos a padrões mentais antigos. Somos como um cavalo treinado com Antolhos, aquele item que impede que o cavalo possa olhar para o lado…

Então, onde está o grande desafio da criatividade nos dias de hoje? Onde está a sua criatividade? Será que ela ainda existe? Você, que talvez trabalhe com atividades repetitivas, com planilhas, dados, vendas, metas, atividades muito técnicas mas repetitivas, existe um grande desafio esperando por você. O grande desafio é o de conseguir acordar a criança interior e manter as atividades de sua rotina, manter a sua mente técnica e resgatar a sua criatividade sem ter que passar 15 anos fazendo atividades domésticas. Como seguir o script da vida moderna e ao mesmo tempo conseguir ser livre desse script? Como ser sério e ao mesmo tempo transbordar alegria e criatividade por dentro? Sim, é possível…

O caminho é o equilíbrio

O caminho é o equilíbrio, é o caminho do meio, onde existe lugar para as duas atividades. Então, após 20, 30, 40 ou até 50 anos de não-criatividade é possível retoma lá? Sim, mas requer esforço de sua parte. Ser criativo não é um bicho de sete cabeças, é conseguir despertar a sua criança interior novamente, é conseguir despertar a sua chama interna, é despertar a sua curiosidade! Como se faz isso? Tudo começa com a intenção, com o querer retomar a criatividade… E depois? Depois é dar abertura a sua mente, é se divertir, é se reconectar com seu eu. A criatividade é um dom inato do ser humano, todos a tem, mas apenas alguns conseguem mante-lá e utiliza-lá.

Lembre-se dos 9 obstáculos para a criatividade.
Lembre-se das 9 chaves para a criatividade.

Eu vejo as pessoas com muita dificuldade em realizar atividades que exijam um alto grau de liberdade. Um adulto “normal” tem dificuldade de brincar por brincar, tem dificuldade em fazer algo que não tenha um objetivo. Muito diferente de quando se lança um desafio, um desafio sim tem um objetivo claro para o adulto (vencer obviamente…), e ai sim, ele usa todo o seu potencial, ai ele consegue jogar, mas não consegue ser muito criativo, pois ele não consegue soltar, ele não ficar leve, ele não consegue seguir o fluxo criativo, e ai ele é normal, é máquina.

Não Ação

A não ação do Taoismo não quer dizer não fazer nada, ela quer dizer, faça o que tem que ser feito sem nenhuma expectativa de resultados. Como saber soltar, como ser criativo se tudo o que eu quero são resultados? É impossível, o medo do fracasso e da vergonha são muito mais fortes do que a liberdade negada.

A criatividade requer esforço e relaxamento, esforço e relaxamento, esforço e relaxamento, até que PUFF, Eureka, um novo significado surge em sua mente consciente. Esse novo significado surge da mente abstrata, a mentre unificada e não da mente concreta…

Mas se você não consegue mais relaxar, se você não consegue mais brincar, se você não consegue mais sonhar, se você não consegue mais se inspirar, se você perdeu a sua curiosidade, se você não é original, se você não é positivo e se sua mente não para nunca… Sinto lhe dizer, você ainda tem um longa caminho até retomar a sua criatividade.

O lado positivo, é que a Criatividade nunca vai embora, ela está sempre lá, esperando em algum canto escondido de sua mente subconsciente, do seu ego. E se um dia você retomar a sua criatividade, tenha certeza de que uma incrível onda de felicidade inundará sua vida.

E, se você precisar de ajuda, conte comigo.

Já conhece o workshop Redescobrindo sua Criatividade?

Dúvidas, sugestões, críticas? Deixe seu comentário 🙂

Um grande abraço!

Mais posts sobre Criatividade aqui.

Deixe uma resposta