Limite Zero – Insights do Livro

Limite Zero – Ho’oponopono –
Joe Vitale

Limite Zero – Insights do Livro

É com muita felicidade que apresento esse post com os insights do livro Limite Zero de Joe Vitale.

Esse livro é um game changer, um transformador de vidas. Se você deixar que a mensagem dele entre, sua vida será transformada.

Ele fala sobre a técnica Havaiana de Ho’oponopono que significa, Ho’o “causa”, e ponopono “perfeição”, portanto Ho’oponopono significa “corrigir um erro” ou “tornar certo”.

Ele funciona através da limpeza de memórias e programas que ficam em nosso subconsciente e emergem a todo o momento para o consciente. Sem essas memórias e programas, você abre espaço em seu interior para que a inspiração guie a sua vida.

Eu te amo e sou grato a você por estar lendo esse artigo.

Às quatro jóias de Jesus: Compaixão – Humildade – Amor – Gratidão.- retirado de http://www.hooponopono.ws/

Conduzo a minha vida e os meus relacionamentos de acordo com as seguintes constatações:

  1. O universo físico é uma manifestação dos meus pensamentos
  2. Se os meus pensamentos são destrutivos, eles criam uma realidade física destrutiva.
  3. Se os meus pensamentos são perfeitos, eles criam uma realidade física repleta de AMOR.
  4. Sou 100% responsável por criar o meu universo físico do jeito como ele é.
  5. Sou 100% responsável por corrigir os pensamentos destrutivos que criam uma realidade enferma.
  6. Não há o lá fora. Tudo existe como pensamento na minha mente.

O que é o Ho’oponopono de Identidade Própria

  • Ho’oponopono é um processo de nos desfazermos das energias tóxicas que existem dentro de nós para possibilitar o impacto de pensamentos, palavras, realizações e ações Divinos.
  • Agimos sempre em função da memória ou da inspiração.
  • Os erros nascem de pensamentos contaminados por memórias dolorosas do passado. Ho’oponopono oferece uma maneira de liberar a energia desses pensamentos dolorosos, ou erros, que podem causar o desequilíbrio e a doença.
  • Os nossos pensamentos se materializam em nossas vidas e nas vidas de nossas famílias, parentes, ancestrais, amigos, vizinhos e parceiros comercias como problemas espirituais, mentais, emocionais, físicos, relacionais e financeiros.
  • Somos totalmente responsáveis por tudo o que acontece em nossas vidas.
  • Somos uma extensão do divino criador.
  • Você cria sua própria realidade. Quando existe alguém na sua vida de quem vocês não gostem. Foram vocês que criaram isso. Se vocês criam a sua realidade, então também criam a da outra pessoa.
  • Os meus problemas são memórias que se repetem no meu subconsciente. Posso permanecer envolvido por elas ou posso pedir à Divindade que as liberte por meio da transmutação, devolvendo assim a minha mente ao seu estado original de vazio… de ser livre de memórias. Quando estou livre de memórias, sou o meu Eu Divino como a Divindade me criou à sua exata semelhança.
  • A Identidade Própria é dividida em três partes: Unihipili (criança/subconsciente), Uhane (mãe/consciente) e Aumakua (pai, superconsciente). Quando a família interior está em harmonia, a pessoa está no ritmo da Divindade. Com esse equilíbrio a vida começa a fluir.
  • Para fazer o ho’oponopono não é necessário saber qual é o problema ou o erro.
  • Nada que seja perfeito, completo e certo para você pode lhe ser negado quando você é o seu Eu em primeiro lugar. Ao ser o seu Eu em primeiro lugar, você automaticamente experimenta a perfeição sob a forma de Pensamentos, Palavras, Realizações e Ações Divinas. Ao permitir que os seus pensamentos tóxicos venham em primeiro lugar, você automaticamente experimenta a imperfeição sob a forma de doença, confusão, ressentimento, depressão, reprovação e pobreza.
  • O que nós, seres humanos, não temos consciência na nossa existência de momento a momento é de uma constante e incessante resistência à vida. Essa resistência nos mantém em um constante e incessante estado de afastamento da nossa Identidade Própria (criança, mãe e pai), e da Liberdade, da Inspiração e, acima de tudo, do próprio Divino Criador. Em poucas palavras, somos pessoas deslocadas, que vagam sem rumo no deserto na nossa mente. Somos incapazes de prestar atenção ao preceito de Jesus Cristo: “Não Resistais”. A paz começa comigo.
  • A resistência à vida nos mantém em um estado permanente de ansiedade e empobrecimento espiritual, mental, físico, financeiro e material.
  • O Ho’oponopono Atualizado é um processo de arrependimento, perdão e transformação, é uma súplica ao Amor para que anule as energias tóxicas e as substitua com o seu eu. O Amor realiza isso circulando pela mente, começando pela mente espiritual, o superconsciente. Em seguida, ele passa a circular pela mente intelectual, a mente consciente, libertando-a das energias do pensamento. Finalmente, o Amor se dirige à mente emocional, o subconsciente, anulando os pensamentos de emoções tóxicas e preenchendo-os com o seu eu.
  • Você retém os erros do mundo na sua alma, assim com eu os retenho na minha.
  • Tudo o que qualquer um de nós deseja é ser amado. Você, eu, até mesmo os animais.
  • O segredo é amar todas as coisas. O agrande agente de cura é o amor.

Purificando – Sinto muito, me perdoe, eu te amo, sou grato

  • Não dizemos “Por Favor, me perdoa” para o Divino porque o Divino precisa ouvi-lo; nós dizemos porque nós precisamos ouvi-lo.
  • Precisamos permanecer concentrados em voltar para o zero. Sem memórias. Sem programas Zero.
  • Diga continuamente para o Divino, me perdoe, eu sinto muito, eu te amo, eu sou grato.
  • O Divino já está derramando amor sobre você. Ele nunca parou. No estado zero, onde não existe limite, a descrição mais apaixonada que podemos fazer é dizer que se tratada de um estado de puro amor.
  • Purifique. Purifique. Purifique.
  • Tudo o que faço é dizer “Eu te amo” o dia inteiro. Faço uma limpeza enquanto ouço as pessoas. Tudo que faço é purificar, purificar, purificar. Estou sempre fazendo uma limpeza.
  • Não tenho expectativas. Simplesmente apareço no trabalho e faço a minha limpeza.
  • Purifique. Purifique. Purifique.
  • Se faz parte da sua experiência, cabe a você fazer a limpeza.
  • Limpe sempre, incessantemente de maneira a purificar todas as memórias para que o Divino possa nos inspirar a fazer o que viemos ao mundo para fazer.
  • Purifique. Purifique. Purifique.
  • O objetivo da vida é retornar ao Amor, de momento a momento. Para atender a esse propósito, a pessoa precisa reconhecer que é completamente responsável por criara a sua vida do jeito como ela é. Ela precisa compreender que são os seus pensamentos que criam a sua vida da maneira como ela é de momento a momento. Problemas não são as pessoas, os lugares e as situações, mas sim os pensamentos a respeito deles. A pessoa precisa aceitar a ideia de que não existe o “lá fora”.
  • Quanto mais claro eu me tornava, mais claras as pessoas ao meu redor se tornavam. Entretanto, isso é difícil de aceitar. É muito mais fácil querer mudar o exterior do que o interior.
  • Não limpe pessoas, situações ou lugares. Limpe os seus sentimentos em relação a pessoas, situações e lugares. À medida que você começar a limpar o que está dentro de você, você estará limpando o que está dentro do outro, eles serão purificados.
  • A sua escolha é fazer a limpeza ou não. Se vocês estiverem purificando, quando a inspiração chega, você simplesmente age. Você não pensa no assunto. Se você pensar, você estará comparando a inspiração com alguma coisa, e essa coisa é a memória. Limpe a memória e você não term escolha. Você tem apenas a inspiração e age de acordo com ela, sem pensar Ela apenas existe.
  • A limpeza ajuda a reduzir a hipoteca sobre a sua alma.
  • As pessoas não recebem o que dizem, mas sim o que sentem. A maioria das pessoas que rezam não acredita que será ouvida ou ajudada. Quase todas as pessoas rezam porque estão desesperadas, o que significa que atrairão uma quantidade maior do que estão sentido, ou seja, de desespero.
  • A maior parte das pessoas reza como se não tivesse nenhum poder ou responsabilidade. Entretanto, no Ho’oponopono, somos totalmente responsáveis. A “prece” é pedir perdão pelo que quer que haja em você que causou a circunstância externa. A prece é religar-se ao Divino. O resto é acreditar que o Divino irá curá-lo. À medida que você for ficando curado, o mesmo acontecerá com o que está do lado de fora. Tudo, sem exceção, está dentro de você..
  • Fazer uma limpeza continua. Agir em função de odeias e oportunidades que surgem no nosso caminho. Fazer uma limpeza contínua.

Responsabilidade por Tudo em Nossa Vida

  • Total responsabilidade pela nossa vida significa que TUDO na nossa vida – pelo simples fato de estar na nossa vida – é nossa responsabilidade. Em um sentido literal, o mundo inteiro é nossa criação. E para mudar qualquer coisa, você precisa mudar a si mesmo.
  • Ninguém é culpado. Tudo é você.
  • Tudo consiste na responsabilidade total com relação a tudo. Não há exceções. Não existe nenhuma brecha que lhe permita escapar de uma coisa da qual você não goste. Você é responsável por todas as coisas – por tudo.
  • Tudo o que buscamos e tudo o que experimentamos – tudo –  está dentro de nós. Se você quiser mudar alguma coisa, faça-o interiormente, não externamente. A ideia como um todo é a total responsabilidade. Ninguém é culpado. Tudo é você.
  • Já reparou que sempre que você tem um problema você está presente? Tudo consiste na responsabilidade total com relação a tudo. Não há exceções. Não existe nenhuma brecha que lhe permita escapar de uma coisa da qual você não goste. Você é responsável por todas as coisas – por tudo.
  • “Quem olha do lado de fora sonha; quem olha do lado de dentro desperta. – CARL JUNG
  • As pessoas preferem culpar os outros e as circunstancias externas. Não existe nenhum problema externo, tudo é interno.
  • Não há nada lá fora. Tudo está em você. Tudo que você experimenta, você o faz dentro de si mesmo.
  • Não é culpa sua, mas é sua responsabilidade.

Os pensamentos / o consciente / a mãe / Uhane

  • A mente consciente não tem a menor ideia do que está acontecendo.
  • A nossa mente tem uma visão minúscula do mundo, e essa visão não apenas é incompleta como também incorreta.
  • De onde vem os pensamentos? As intenções não são de modo algum uma escolha minha, são efeitos de memórias e programas do subconsciente.
  • Os nossos pensamentos estão impregnados de memórias dolorosas – memórias de pessoas, lugares ou coisas.
  • O intelecto atuando sozinho não consegue resolver esses problemas, porque o intelecto apenas administra. Administrar as coisas não é uma maneira de resolver problemas. É preciso abandoná-los! Quando fazemos ho’oponopono, o que acontece é que a Divindade pega o pensamento doloroso e o neutraliza ou purifica. Não purificamos a pessoa, lugar ou coisa. Neutralizamos a energia que associamos a essa pessoa, lugar ou coisa. Assim, o primeiro estágio do ho’oponopono é a purificação dessa energia.
  • A energia não é apenas neutralizada; ela também é liberada, de modo que temos uma tábua rasa. O passo final é permitir que a Divindade se aproxime e preencha o vazio com luz.
  • É a razão, o intelecto que causa toda a loucura, a confusão e a falta de objetividade.
  • Você acha que sabe mais do que a Divindade?
  • As intenções são limitações. Os problemas são memórias que estão sendo reencenadas. As memórias são programas. Elas não são apenas suas. São compartilhadas. A maneire de liberar a memória é enviando amor para a Divindade. Vocês colhem, mas não decidem. Quem decide é a Divindade.
  • A sua mente consciente tentará compreender tudo isso. Mas a sua mente consciente percebe apenas 15 informações enquanto 15 milhões delas têm lugar o tempo todo. A sua mente consciente não tem a menor ideia do que está acontecendo.
  • Se uma árvore cai na floresta, e não há ninguém presente, ela faz um barulho? Tudo o que você experimenta está dentro de você. Se você não processa uma coisa, ela não existe.
  • Você é capaz de me dizer qual será o seu próximo pensamento? Ninguém pode prever o que vai pensar em seguida. Você pode verbalizar o pensamento depois que ele lhe ocorre, mas o pensamento em si surge do inconsciente. Você não tem controle sobre ele. A única escolha que você tem a fazer é agir ou não em função do pensamento depois que ele aparece.

O Superconsciente / o pai / Aumakua

  • O superconsciente se comunica diretamente com a Divindade. Ele não é afetado pelas memórias e programas.
  • É a nossa mente espiritual.

Inspiração e Criatividade

Mente Criativa

  • Sem Harmonia, não há inspiração. Sem inspiração, não existe Propósito.
  • Você só tem duas maneiras de viver a vida. A partir de memórias ou da inspiração. As memórias sã antigos programas que voltam a ser executados; a inspiração é o Divino transmitindo-lhes uma mensagem.
  • A única maneira de ouvir o Divino e receber inspiração é limpar todas as memórias. O Divino é nosso estado zero – é onde temos limite zero. Não há memórias. Não existe identidade. Nada além do Divino.
  • Como você sabe quando um evento é proveniente da sua mente ou da mente do Divino? Não sabemos. É por esse motivo que precisamos fazer uma limpeza constante. Precisamos purificar tudo , já que não temos nenhuma ideia do que é uma memória e do que é inspiração.
  • A intenção é um mero farrapo quando comparada à inspiração. Pois a intenção é fruto das memórias, dos programas.
  • Quando agimos a partir do estado zero no qual não existe limite, não precisamos de intenções. Simplesmente recebemos e agimos. E milagres acontecem. Assim que entreguei os pontos e cedi à inspiração, a vida se transformou.
  • A ideia de “O Segredo” de Rhonda Byrne foi até ela, o que significa que se aproximou dela como uma inspiração (Criatividade).
  • É possível interromper a inspiração, e dizer não, não agir, é uma escolha, é o livre arbítrio.
  • Você receberá inspiração da Divindade. A inspiração vem do Divino, mas a memória é um programa no inconsciente coletivo da humanidade. O nosso desafio é remover todos os programas para voltarmos ao estado zero, no qual a inspiração pode surgir.
  • O que acontece é que a criação só pode ter lugar quando a nossa mente está em zero, e isso se chama “Inspiração”.
  • O dr. Hew Len me disse que, se uma ideia ainda está presente depois de várias limpezas, devemos agir em função dela.
  • Quando você faz a limpeza, ideias chegam a você. E algumas delas poderão torná-lo muito, muito rico.
  • O universo recompensa a generosidade. Você deu, de modo que ele está retribuindo. Ele lhe ofereceu essa inspiração. Se você não tivesse sido generoso, ele não o estaria sendo agora. Nós americanos, nos esquecemos de que isso está escrito no nosso dinheiro, “In God We Trust”. Nós imprimimos a frase, mas não acreditamos nela.

O subconsciente / a criança / Unihipili

  • Quando o meu subconsciente se encontra no estado zero, ele é intemporal, ilimitado, infinito, imortal. Quando as memórias dominam, ele fica retido no tempo, no lugar, nos problemas, na incerteza, no caos e no pensamento, além de preocupado em enfrentar e administrar as dificuldades.
  • Quando você delta alguma coisa do seu computador, para onde ela vai? Para a lixeira. Ela continua no computador, só que não podemos vê-la. As suas memórias são assim. Continuam em vocês, só que invisíveis. O que vocês precisam fazer é apagá-las completamente e permanentemente.
  • O ho’oponopono oferece uma maneira de liberar a energia desses pensamentos, ou erros, dolorosos que causam o desequilíbrio e a doença.
  • Tudo o que acontece em nossa vida é apenas uma projeção dos nossos ‘programas’.
  • As memórias de erro no seu Unihipili são problemas reencenados, estejam eles relacionados com o peso, com o seu filho ou com qualquer outra coisa. E a Mente Consciente, o intelecto, não tem nenhuma dica de como resolver o problema. Na verdade, ela não tem a menor ideia do que está acontecendo.

Processo terapêutico do Ho’oponopono

  • O terapeuta primeiramente se conecta ao AMOR/DEUS. Quando a conexão se estabelece, o terapeuta pede então ao AMOR que corrija os pensamentos incorretos dentro dele que estão materializando os problemas primeiro para ele e, depois, para o cliente.
  • Eu me arrependo de ter alimentado os pensamentos incorretos que causaram o problema a mim e para o cliente; por favor perdoe-me.
  • O AMOR inicia o processo místico de transmutar os pensamentos incorretos. Nesse processo de correão espiritual, o AMOR inicialmente neutraliza as emoções incorretas que causaram o problema, sejam elas o ressentimento, o medo, a raiva, a culpa ou a confusão. No passo seguinte, o AMOR libera então as energias neutralizadas dos pensamentos, deixando-as em um estado de vácuo, de vazio, de verdadeira liberdade.
  • Beber Água Solar Azul transmuta as memórias.
  • As expectativas e as intenções não exercem nenhum impacto na Divindade, porque a Divindade fará tudo à sua maneira e no seu tempo.
  • Tudo o que as pessoas querem é ser amadas. Não é o que você quer? O que você diz é irrelevante, desde que você ame a pessoa. Então você pode ser Junguiano, Freudiano, Reichiano, ou qualquer outra coisa. Isso não tem importância. O que interessa é que você ame a pessoa porque ela é uma parte de você, e o fato de você amá-la, ajudará a apagar, limpar e purificar o programa que foi ativado na vida dela.
  • A função dos terapeutas é curar a si mesmos do programa que veem nos pacientes. À meidada que essas memórias são canceladas no terapeuta, elas vão sendo canceladas no paciente.
  • Não importa o que você ou o seus coaches possam dizer ou fazer desde que continuem a amar a pessoa com quem estão. Faça uma limpeza no programa compartilhado e vocês dois ficarão bem.
  • Ao praticar o amor e o perdão, ele transformou pessoas incorrigíveis e, de muitas maneiras, consideradas a escória da sociedade. Esse é o poder do amor.
  • Eu fazia a minha limpeza antes, durante e depois de cada visitada à ala, todas as semanas, durante três anos. Eu purificava tudo que estivesse acontecendo em mim relacionado com a ala todas as manhãs e todas as noites, e também quando qualquer coisa a respeito da ala me vinha à cabeça.
  • A mudança na ala de um lugar desequilibrado e tenso para um lugar tranquilo ocorreu de forma simples e sem esforço consciente.
  • Esta não é uma abordagem instantânea de cura. Ela exige tempo.

Os problemas / As memórias

  • Os problemas são apenas memórias do passado que se repetem e aparecem para nos conceder mais uma chance de enxergar com os olhos do AMOR e agir a partir da inspiração.
  • Como é maravilhoso constatar que a Paz e a Liberdade começam comigo.
  • A humanidade acumulou memórias que viciam e nais quais os outros são percebidos como necessitados de ajuda e assistência. A Identidade própria por meio do Ho’oponopono consiste em liberar as memórias dentro do nosso subconsciente que dizem que os problemas estão “lá fora” e não do lado de dentro.
  • O que está acontecendo em mim para que eu cause esse problema (externo), e como posso corrigir esse problema em mim?
  • O que entendi que o dr. Hew Len estava sugerindo como uma melhor abordagem era amar o programa até que este se dissolvesse e tudo que restasse seria a Divindade.
  • O que estava bloqueando o nosso bem-estar nada mais era do que a falta de amor. O perdão abria a porta que permitia que ele voltasse a entrar.
  • O que está acontecendo em mim que está fazendo com que essa pessoa me aborreça?
  • Quando vemos um problema em outra pessoa, nós também o temos. A saída é a limpeza, a purificação. A responsabilidade do AMOR é então transmutar os erros dentro da pessoa que se manifestam como o problema.
  • O ho’oponopono não encara os problemas como uma provação e sim como uma oportunidade. Os problemas são apenas memórias reencenadas do passado que se manifestam para nos conceder uma oportunidade de enxergar com os olhos do amor e agir a partir da inspiração.
  • Se você tem um problema com alguém, então não é com essa pessoa! Você está reagindo à memória que está aflorando. O seu problema é com essa memória, e não com a outra pessoa.
  • Quando você purifica, você purifica os programas(memórias) de todas as pessoas. Mas existem muitos programas. Eles são como ervas daninhas. Para chegar ao limite zero, temos que fazer uma quantidade de limpezas muito maior do que vocês jamais poderiam imaginar.
  • As memórias podem manter o dinheiro afastado. Se você estiver purificado em relação ao dinheiro, você o terá. O universo o dará a você e você o aceitará. São as memórias que se repetem que o mantêm afastado de você ou que impedem você de vê-lo.
  • O dinheiro está cercado de memórias. À medida que você faz uma limpeza nelas, elas são purificadas para todo mundo.
  • Se nos sentarmos aqui e o seu negócio melhorar, você nos dará de graça uma refeição? O proprietário concordou. O dr. Hew Len frequentemente conseguia comer de graça apenas por existir.
  • Não é culpa sua, mas é sua responsabilidade.

O Estado Zero

  • No fundo somos todos puros; somos desprovidos de programas, memórias ou até mesmo de inspirações. Esse é o estado zero, onde não existe limite.
  • O limite zero envolve o retorno ao estado zero, no qual nada existe mas tudo é possível.
  • Ou você está agindo a partir da memória ou da inspiração. A memória é pensamento; a inspiração é consentimento. Quase todos nós estamos, sem sombra de dúvida, vivendo a partir de memória. Não temos consciência delas porque somos basicamente inconscientes, ponto final.
  • O Divino envia uma mensagem para sua mente. Mas se as memórias estiverem sendo reproduzidas – o que é quase sempre é o caso – não conseguiremos ouvir a inspiração, que dirá agir em função dela. A Divindade não consegue fazer penetrar uma única palavra.
  • Aquilo em que acreditamos individualmente, memórias ou inspirações, exerce um impacto imediato e absoluto em tudo que existe, dos seres humanos aos reinos mineral, vegetal e animal. Quando uma memória é convertida em zero pela Divindade em uma única mente subconsciente, ela é convertida em zero em todas as mentes subconscientes – em todas elas!
  • O que acontece em sua alma de momento a momento acontece em todas as almas no mesmo momento.
  • Para que possamos abrir caminho para o influxo do Divino, precisamos primeiro cancelar as memórias. Enquanto as memórias (bloqueios/limitações) estão presentes no Subconsciente, elas impedem a Divindade de nos dar o nosso pão de ada dia.
  • Quando estamos no estado zero e não existe limite, só fazemos o que existe para fazermos. É como fazer parte de uma grande sinfonia. Cada um de nós toca um instrumento. Eu também toco um. Os seus leitores tocam os deles. Nenhum é igual ao outro. Nós nos metemos em apuros quando não pegamos o nosso instrumento ou achamos que o de outra pessoa é melhor. Isso é a memória.
  • Você tem um absoluto livre-arbítrio. Você cria enquanto respira, mas, para viver a partir do zero, você precisa abandonar todas as memórias para estar nesse ponto.
  • Existe limite zero. Nesse lugar, não há confusão. Tudo é transparente. Às vezes, quando estou em uma reunião, relaxo e tiro os meus olhos do foco, e consigo enxergar a verdade por trás de uma situação.
  • O meu único conselho é que não planeje nada. Você se sentira melhor quando deixar que o Divino tome conta de você.

Quem está no controle?

  • A realidade é que vocês não estão no controle, e os verdadeiros milagres acontecem quando vocês abandonam os brinquedos e confiam em um lugar dentro de vocês onde não existe limite.
  • Apenas duas leis determinam a experiência: a Inspiração da Divindade e a Memória armazenada na Mente Subconsciente, sendo a primeira Nova em Folha e a última Velha.
  • Jesus teria supostamente dito o seguinte: “Procurai primeiro o Reino (Zero) e tudo o mais será acrescentado (Inspiração).
  • O Zero é a residência de você e da Divindade… de onde e de quem brotam todas as bênçãos: Riqueza, a Saúde e a Paz.
  • A mente só pode server a dois amos, um de cada vez. Ou ela servirá ao seja-o-que-for que está acontecendo na sua mente ou servirá à inspiração. Essa outra coisa é chamada de memória. Essa inspiração vem da mente Divina, e ela está com vocês!!
  • Parei de tentar controlar tudo. Entreguei os pontos. Tudo o que faço agora é purificar, apagar e tentar chegar a zero.
  • No passado, eu costumava tentar resolver os problemas, fossem meus ou de outra pessoa. Hoje, não interfiro mais neles, mas limpo as memórias que os causaram. Enquanto faço isso, eles são resolvidos, e eu fico bem enquanto isso acontece.
  • Eu acredito que nada do que fazemos tem origem no livre-arbítrio. Tudo está sendo instigado através de nós. Achamos que somos os atores conscientes. Estamos errados. Essa é a conversa do nosso ego. De certa forma, somos marionetes, e o Divino é a energia que existe em nós e que nos dirige.
  • A nossa mente atrapalha o fluxo natural das coisas. A nossa mente sabe que está condenada e não consegue suportar essa ideia, de modo que constrói vícios que fazem com que ela se sinta bem e que podem ajudá-la a sobreviver. Na realidade (seja lá o que isso for), a sua mente é a interferência que impede que você experimente a bem-aventurança deste momento.
  • Elimine a interferência e você voltará a ser um só com o Divino, o que significa que você é novamente a marionete e o titereiro.
  • Você chegou ao mundo com um dom. Você pode saber de imediato qual ele é ou não. Você pode nem mesmo saber agora qual dom é esse. Em algum momento você o sentirá dentro de você. A sua mente ira avalia-lo. Se ela considerá-lo nocivo, você irá procurar a terapia, ou métodos, drogas ou vícios para lidar com ele, escondê-lo, resolvê-lo, liberá-lo ou aceitá-lo. Mas, depois que você remover essa interferência que o está impedindo de agir em função do seu dom, você agirá de acordo com ele. Em resumo, você será a marionete do Divino, mas será o titereiro de sua vida. A escolha é seguir ou não a corrente.
  • Isso é o livre-arbítrio. Algumas pessoas o chamam de “livre-não-arbítrio” porque a sua verdadeira decisão é agir ou não em função do impulso.
  • A ideia é não resistir ao seu papel. À medida que eu desperto, desperto você.
  • Atuar a partir do zero faz o sincronismo acontecer.
  • Em The Attractor Factor, por exemplo, elogiei o poder da intenção. Agora, anos depois de escrever o livro, eu sabia que a intenção era um divertimento do tolo, um brinquedo do ego, e que a verdadeira fonte do poder é a inspiração. Eu agora também sei que aceitar a vida é o grande segredo da felicidade, e não controlar a vida Um enorme número de pessoas, inclusive eu, estava fazendo visualizações e afirmações para manipular o mundo. Agora eu sei que isso não é necessário. O melhor que temos a fazer é seguir a corrente enquanto purificamos constantemente qualquer coisa que apareça no nosso caminho.
  • Como você se vê daqui a um ano? O que quer que aconteça será bem melhor do que consigo imaginar neste momento.
  • A minha intenção hoje em dia é respeitar a intenção do Divino. Quando abandonamos o ego e os desejos do ego, permitimos que algo melhor nos oriente: o Divino.

Os três estágios do Despertar

  1. Você é uma vítima. Praticamente todos nós nascemos sentindo que somos impotentes. A maioria permanece dessa maneira. Achamos que o mundo deseja nos prejudicar: o governo, os vizinhos,  a sociedade, os caras maus. Sentimos que não temos nenhuma influência. Somos o efeito da causa do resto do mundo. Nós nos queixamos, reclamamos, protestamos e nos reunimos em grupos para lutar contra aqueles que nos controlam.
  2. Você está no controle. Em algum momento você assiste a um filme profundamente transformador, como O segredo e desperta para o seu poder pessoal. Você percebe o poder de definir intenções. Compreende o poder que tem de visualizar a coisa que você deseja, entrar em ação e consegui-la. Você começa a vivenciar um pouco de mágica. Começa a experimentar alguns resultados interessantes. A vida, de modo geral, começa a aparecer bastante satisfatória.
  3. Você está despertando. Em algum ponto, depois do segundo estágio, você começa a compreender que as suas intensões são limitações. Você começa a perceber com todo o seu poder recém-descoberto que você não é capaz de controlar tudo. Você começa a compreender que, quando se entrega a um poder maior, milagres tendem a acontecer. Você começa a soltar e a confiar. Começa a participar, a cada momento, a percepção da sua ligação com o Divino. Aprende a reconhecer a inspiração quando a recebe, e age movido por ela. Compreende que tem escolhas, mas não o controle da sua vida. Percebe que a coisa mais formidável que você pode fazer é concordar com cada momento. Neste estágio, milagres acontece, e constantemente o surpreendem enquanto ocorrem. Você vive, em geral, em um estado permanente de assombro, admiração e gratidão.

Muito obrigado por chegar até aqui!

Dúvidas, sugestões, opiniões, depoimentos? Fique a vontade!

Se você precisar de alguém para te ajudar, conte comigo!

Eu te amo.

Deixe uma resposta